Mauro admite apoiar tucano “na dor” em Cuiabá
VendaMais

Mauro admite apoiar tucano “na dor” em Cuiabá

SHARE
Foto:Assessoria.

O prefeito Mauro Mendes (PSB) disse que “mesmo não morrendo de amores pelo deputado Wilson Santos (PSDB)” irá apoiá-lo e seguir junto com a equipe tucana na disputa pelo Palácio Alencastro. A declaração foi dada ao Blog do Mauro, após alguns líderes do PSB terem cogitado a possibilidade de Mendes não subir no palanque de Wilson durante as eleições.

O distanciamento foi negado pelo prefeito, que argumentou que cumprirá o acordo com o PSDB, desde que a campanha não atrapalhe seu trabalho como gestor municipal. Segundo Mauro Mendes, todo o apoio necessário será dado a campanha tucana nos horários que ele não estiver trabalhando na prefeitura.

O prefeito disse que se for chamado vai gravar para o horário eleitoral e participar dos comícios e reuniões. “O PSB vai ajudar, apesar das diferenças que temos”.

Desta forma, as discussões de que Mendes só apoiaria os candidatos a vereadores do PSB devem ficar em segundo plano, uma vez que prometeu cumprir integralmente sua palavra ao apoiar a chapa de Wilson Santos. A possibilidade do “racha” foi cogitada pelo presidente municipal do PSB em Cuiabá, Suelme Evangelista.

O representante municipal chegou a dizer que o prefeito coordenaria somente o grupo de vereadores do partido juntamente com o candidato a vice-prefeito, Leonardo de Oliveira (PSB). O deputado estadual já foi um crítico ferrenho da administração de Mauro Mendes, mas agora – escolhido como candidato a prefeito de Cuiabá na última hora – Santos acredita na palavra de Mendes para apoiá-lo nesta eleição.

O tucano afirmou que não poupará esforços para contar com Mendes em seu palanque nas eleições municipais. Wilson Santos foi o escolhido pelo grupo político para disputar o Palácio Alencastro depois que, na véspera das convenções partidárias, Mauro Mendes comunicou sua desistência em sair pela reeleição.

O que teria motivado o gestor a desistir do pleito foram questão familiares e também empresariais. O Grupo Bipar, de propriedade do atual prefeito, está em recuperação judicial, em razão de uma dívida de R$ 100 milhões.

Terminado o período como prefeito, Mendes deve se dedicar exclusivamente a soerguer os negócios. Uma das pessoas que fizeram grande pressão para que o pessebista deixasse a campanha municipal foi sua esposa, Virgínia Mendes.

Em sua conta no Instagram, a primeira-dama declarou que “nossas empresas também precisam de nossa ajuda e atenção neste momento. Devemos isso aos nossos colaboradores. Contribuímos muito por Cuiabá”.

Ainda na nota postada nas redes sociais, Virgínia explica que “chega uma hora que é preciso olhar pra dentro. Vamos honrar até o dia 31 de dezembro os compromissos que assumimos com os cuiabanos, de governar a nossa cidade por quatro anos, e vamos continuar nos dedicando, com amor e carinho, para melhorar a nossa Cuiabá, sempre”.

Fonte:A Gazeta

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO