Mato Grosso e Rondônia firmam parceria para combater o crime
Fullbanner1


Macropel

Mato Grosso e Rondônia firmam parceria para combater o crime

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Uma parceria entre Mato Grosso e Rondônia para o enfrentamento à criminalidade nos dois estados foi firmada na segunda-feira (28.11), no município de Vilhena (RO).

O trabalho conjunto é o foco das ações do Pacto Integrador entre os Estados, do qual Mato Grosso faz parte, dentro do Consórcio Brasil Central. O objetivo é fortalecer a segurança nos municípios localizados nas divisas entre Estados. 

Articulação semelhante já existe entre Mato Grosso e Goiás e possibilitou a realização de 25 operações integradas, de 07 de julho a 26 de novembro deste ano. 

Quase 60 quilos de droga foram apreendidos e mais de mil pessoas e 508 veículos foram abordados em operações realizadas pela 5ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Barra do Garças, em parceria com órgãos de Segurança Pública do Estado de Goiás. 

“Essas parcerias possibilitam o combate estratégico aos crimes que preocupam os estados envolvidos. A atuação conjunta entre as forças estaduais também incentiva a análise criminal e o serviço de Inteligência”, explicou o secretário adjunto de Inteligência, Gustavo Garcia.

A articulação prevê o compartilhamento de dados dos sistemas utilizados pelas Secretarias de Segurança Pública e o acesso aos bancos de informações dos estados. “Com isso otimizamos recursos e facilitamos o acesso à informação”, completou Garcia.  

As ações conjuntas do pacto são realizadas e coordenadas com base em análise criminal, atividade de Inteligência, troca de informação, acesso a banco de dados e planejamento operacional integrado.  

Entre as ações realizadas estão: blitzes, bloqueios, saturações, abordagens a pessoas e fiscalização de veículos, monitoramento e fechamento de pontos de distribuição de drogas, além de vistoria a estabelecimentos comerciais pelo Corpo de Bombeiros, com o apoio de órgãos de fiscalização municipais dos estados. 

Trabalho interestadual 

Recentemente, uma ação integrada entre as polícias civis de Mato Grosso e Tocantins, baseada em informações de Inteligência dos dois estados, foi decisiva no desfecho rápido do caso do duplo homicídio de pai e filho, procuradores dos Estados do Distrito Federal e Rio de Janeiro.

O suspeito, José Bonfim Alves Santana, foi preso em flagrante, na cidade de Colinas do Tocantins (TO), por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e teve o mandado de prisão temporária (30 dias) cumprido pelo assassinato dos procuradores. 

O crime ocorreu no dia 11 de setembro na propriedade rural da família, no município de Vila Rica (distante 1.259 km a Nordeste de Cuiabá).

Parceria

A troca de informações entre os setores de Inteligência policial está prevista no Comitê Integrado de Inteligência.

O Comitê foi instalado no dia 1º de julho deste ano, em Brasília (DF), e faz parte de uma articulação mais ampla, chamada de Consórcio Brasil Central Seguro, que reúne forças de Segurança Pública de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Maranhão, Tocantins, Bahia e Distrito Federal. 

Para o secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas, a integração que existe hoje entre os estados da Brasil Central Seguro tem ajudado não apenas investigações de casos de repercussão, mas também em outros casos de crimes como tráfico de drogas, homicídios e demais crimes graves.

“São casos em que a atuação integrada entre os setores de Inteligência da Polícia Civil dos estados envolvidos no Brasil Central Seguro tem trazido resultados eficientes e positivos para todo o sistema de segurança pública”, declarou Rogers.

Montreal