Mato Grosso é exemplo que está dando certo, afirma Fávaro na abertura...
Fullbanner1

Fullbanner2


Mato Grosso é exemplo que está dando certo, afirma Fávaro na abertura da Exposul

0
Fonte:
SHARE
Foto:Assessoria.

O vice-governador Carlos Fávaro, acompanhando dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk, e de Logística e Infraestrutra, Marcelo Duarte, participaram da abertura da 44ª Exposul em Rondonópolis. Fávaro aproveitou o momento para destacar o empenho da equipe do Governo em prol do setor que sustenta a base da economia de Mato Grosso.

“Desconheço um outro Governo na história desse Estado que tenha tantos membros da agropecuária tocando a gestão. É o reconhecimento da força, da pujança e da organização deste setor. O Governo tem que estar preocupado com a sociedade, inclusive em momentos de divergência com o setor”, afirmou.

Fávaro também elogiou o município por ser uma referência do desenvolvimento, se colocando como vitrine das tecnologias. “Rondonópolis, sempre foi uma vitrine de desenvolvimento. Não tenham duvidas que toda a pujança começou aqui. Muito antes da primeira Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), Rondonópolis já buscava parcerias e sempre liderou os produtores”.

O vice-governador parabenizou a organização da Exposul e afirmou que a feira se consolida, pois visa as atrações culturais, mas também a difusão da tecnologia, com novas práticas agropecuárias, o que coloca Rondonópolis como eixo central do desenvolvimento de Mato Grosso.

Ele também citou a crise econômica que o país passa, mas afirmou que a credibilidade começa a ser retomada, e que a Exposul, neste momento, traz de volta a credibilidade agropecuária. “Os empresários começam a querer investir no que aquece a economia de Mato Grosso, por isso o Governo do Estado se faz presente nessa feira”.

Segundo, Fávaro o governador Pedro Taques deve visitar a feira nos próximos dias, mas pediu a ele que o representasse-o na abertura trazendo uma mensagem de otimismo.

Fávaro colocou em evidência os exemplos de mato-grossenses que estão liderando processos para melhorias do setor no Brasil, citando como exemplo o Ministério da Agricultura. ” A Frente Parlamentar da agropecuária, um sonho mato-grossense, sonhado aqui por esses produtores. Como poderíamos mudar legislações para que possamos produzir cada vez mais, com responsabilidade, mas sem tanta burocracia. Essa frente parlamentar é um fato real para o Brasil, e para o desenvolvimento”.

Ações do Governo 

Fávaro lembrou que mesmo diante da crise que o país vive, Mato Grosso tem  uma secretaria de Infraestrutura andando a passos largos, com mais de 130 obras em andamento. “E tenho certeza, a partir de 2017, com a efetivação do Fethab Regional teremos um verdadeiro canteiro de obras que vai aumentar a nossa competitividade, e trazer oportunidade aos mais humildes”.

Ele citou também o avança na modernização do código tributário, que irá  trazer a tranqüilidade na questão tributária de Mato Grosso. “Precisamos urgentemente sair da situação jurídica em que se encontra a Secretaria de Fazenda. Por isso, precisamos muito da colaboração de vocês. não tomaremos nenhuma atitude sem conversar com o setor”.

Exemplificou o IMac (Instituto Mato-grossense da Carne), que é uma revolução para o setor. ” O Brasil não tinha ainda um Instituto da Carne. Quando o governador Pedro Taques descobriu como funcionaria, imediatamente aderiu e criou o instituto, e tenho certeza que é um marco divisor da agropecuária brasileira”.

À frente interinamente da Secretaria de Meio Ambiente, Fávaro citou que é um desafio controlar a produção sustentável sem se deixar levar por radicalismos de qualquer um dos lados. “Queremos e podemos modernizar o licenciamento. Ele não pode ser um obstáculo para o desenvolvimento de Mato Grosso e do Brasil. É a porta de entrada para legalidade. É isso que estamos fazendo. Estes são desafios que não foram tocados nos últimos 30 anos”, finalizou.

Montreal