Mato Grosso busca referências internacionais em Tecnologia da Informação
Fullbanner1

Fullbanner2


Mato Grosso busca referências internacionais em Tecnologia da Informação

0
Fonte:
SHARE
Foto: Assessoria
O secretário de Estado de Planejamento, Marco Marrafon, participou nesta segunda e terça-feira (15 e 16.02) de reuniões no Centro de Tecnologia da Microsoft (Microsoft Technology Center), em Nova Iorque, com o objetivo de discutir soluções para o desenvolvimento das chamadas Cidades Inteligentes e alternativas na área de Inovação e Práticas Públicas.
O evento promovido pela empresa de tecnologia é voltado para gestores públicos e profissionais que buscam soluções e produtos para aumentar a eficiência, garantir o atendimento ao cidadão e modernizar as estruturas dos governos com baixo custo e qualidade.
Na segunda-feira (15.02), o secretário participou de debate sobre a melhoria do desempenho da administração pública, a democratização das informações e a disponibilização de serviços de qualidade aos cidadãos.
Também foi discutido como as tecnologias da informação podem ser utilizadas como alavancas para impulsionar de forma dinâmica o progresso de diversas áreas e para avaliar os resultados das políticas públicas.
“O projeto do Governo Digital está em fase de desenvolvimento e, neste momento, estamos estudando, pesquisando e avaliando cada uma das soluções apresentadas para que possamos atingir um nível superior no que se refere à prestação de serviços aos cidadãos, bem como assegurar a realização de políticas públicas cada vez mais eficientes. Há uma revolução no mundo da tecnologia e Mato Grosso não pode ficar para trás”, afirmou o secretário Marco Marrafon.
Na terça-feira (16.02), Marrafon e o assessor especial da Seplan, Said Ahmad Karfan Neto, que o acompanha no evento, participaram de um laboratório de inovação e práticas públicas, durante o qual foram apresentados projetos específicos, especialmente nas áreas de segurança, saúde, educação e gestão.
Segundo o secretário, as informações compartilhadas durante o evento contribuirão para o desenvolvimento de projetos em diversos segmentos no Estado.
“As soluções inteligentes apresentadas aqui podem ser empregadas para melhorar a qualidade de muitos serviços. Podemos utilizá-las, por exemplo, para aumentar a arrecadação do Estado, a partir de ferramentas totalmente virtuais, implantar um controle de placas, criar cercas virtuais para nossas fronteiras, oferecer atendimento remoto na área da saúde para atender pacientes à distância e desenvolver aplicativos para acompanhar e avaliar o desempenho individual dos alunos da rede estadual de educação”, destacou.
Montreal