Maluf sugere criação de “Fábrica Educativa” nos presídios de MT
Fullbanner1

Fullbanner2


Maluf sugere criação de “Fábrica Educativa” nos presídios de MT

Proposta pretende garantir a autossustentabilidade dos presídios por meio da venda de produtos confeccionados por reeducandos.

0
Fonte:
SHARE
Foto: Maurício Barbant
Com base na sugestão de Robson Nunes Vieira, cidadão mato-grossense, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), apresentou uma indicação ao secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos e ao secretário-chefe da Casa Civil sugerindo a criação de um programa denominado “Fábrica Educativa” nos presídios de Mato Grosso.
O programa visa estimular a venda de produtos confeccionados pelos reeducandos, como forma de alcançar a autossustentabilidade dos presídios.
“A intenção é que eles possam produzir materiais como chinelos, canecas personalizadas e camisetas, por exemplo, e que os recursos arrecadados com a venda desses produtos sejam revertidos para eles mesmos, em forma de cursos, palestras e atividades de capacitação”, explicou o deputado.
Programa semelhante a esse é desenvolvido desde 2006 em Maceió (AL) e tem registrado resultados positivos. Os reeducandos alagoanos trabalham com mecânica, horta, pré-moldados, sabão, detergente, artesanato, serraria, serralharia, apicultura e padaria.
Parte dos produtos confeccionados na Fábrica é comercializada em uma loja no centro de Maceió e outra parte é negociada diretamente com a Gerência de Produção e Laborterapia e os recursos arrecadados com a venda são destinados a investimentos em obras no próprio sistema e também para a manutenção de equipamentos nas oficinas de laborterapia.
“Temos que nos inspirar em iniciativas que dão certo e acredito que a implantação dessa fábrica em Mato Grosso será muito importante para combater o ócio e capacitar os reeducandos, preparando-os para a volta à sociedade”, ressaltou Maluf.

 

Montreal