Mais de R$ 10 milhões serão investidos para reduzir índice de analfabetismo...
Supermoveis

Fullbanner2


Mais de R$ 10 milhões serão investidos para reduzir índice de analfabetismo em MT

Fonte:
SHARE
Foto: Internet

A possibilidade de estudar em local mais próximo de casa, seja no centro comunitário do bairro, na igreja ou na escola, tendo como objetivo uma grande conquista: aprender a ler e escrever. Essa é a proposta do Projeto de Cooperação Técnica, o “Prodoc”, entre o governo de Mato Grosso e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O projeto irá atender 53 municípios em três anos (2016/2018) com um investimento total de R$ 10,7 milhões por parte do Estado, além da contrapartida da assessoria técnica da Unesco.

Isso representa um investimento médio de R$ 110,83 por aluno alfabetizado, sendo 96.797 alunos atendidos ao todo. O objetivo é reduzir pela metade o índice de analfabetos em Mato Grosso – 7,8% da população acima de 15 anos de idade são de analfabetos de acordo com dados de 2013 da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílio (PNAD). O secretário-adjunto de Política Educacional da Secretaria de educação (Seduc), Gilberto Fraga de Melo, afirma que o Prodoc cumpre o proposto em um dos cinco eixos prioritários da atual administração: Educar para transformar e emancipar o cidadão. “É inadmissível que no século 21 tenhamos um número expressivo de pessoas que sabem se expressar verbalmente, mas que não conseguem fazer uma decodificação do nosso alfabeto. Não conseguem fazer uma leitura de algo que é muito simples, e com isso não são capazes de deixar a sua marca com aquilo que lhe identifica, ou seja, os seus nomes. E esse é o enfrentamento que nós vamos fazer”. Gilberto explica que para a erradicação do analfabetismo o trabalho acontece de forma conjunta. Assim, essa não será uma ação da Seduc, mas da sociedade, com envolvimento de vários organismos que estarão trabalhando com o selo da Unesco.

Existe ainda a previsão de aumento do investimento em Educação prevista no Plano Plurianual (PPA 2016-2019). “Talvez não seja possível erradicar o analfabetismo nesse primeiro momento, porque ainda que o Estado cumpra com o seu dever e as pessoas tenham o direito, elas podem se sentir desobrigadas ou até sem condições de irem a uma atividade ou de receberem essa instrução para a alfabetização. Do ponto de vista de cidadania, é possível para o Governo de Mato Grosso avançar significativamente, ou seja, reduzir o número de analfabetos pela metade”.

O Prodoc recebeu a colaboração técnica da Unesco. A Organização coordena um movimento internacional em apoio à Educação para Todos (EPT) e é responsável por monitorar o alcance dos objetivos referentes à educação, acordados internacionalmente. Entre os objetivos está a redução das taxas de analfabetismo entre jovens e adultos.

Agora, o Prodoc está com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), que integra a estrutura do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e tem como atribuição negociar, coordenar, implementar e acompanhar os programas e projetos brasileiros de cooperação técnica, executados com base nos acordos firmados pelo Brasil com outros países e organismos internacionais.

Fonte: Só Notícias

Montreal