Mais da metade das cidades de MT devem ter candidatos a prefeito...
Supermoveis

Fullbanner2


Mais da metade das cidades de MT devem ter candidatos a prefeito do PSD

Hoje, o partido já conta com 43 prefeitos no exercício do mandato, dos quais, 35 devem ser candidatos a reeleição e outros 40, 45, nomes já foram colocados como eventuais candidatos a prefeito.

Fonte:
SHARE
Fávaro conseguiu manter a adesão e tem dado uma atmosfera de renovação no partido, por muito tempo marcado pela liderança de José Riva. Foto: André Romeu / Vice-Governadoria MT

O presidente regional do PSD, vice-governador Carlos Fávaro, disse ontem (19) que o partido pretende lançar até 80 candidatos a prefeito nas próximas eleições municipais. Com Mato Grosso tendo 141 municípios, o número representa mais da metade das prefeituras com a possibilidade de ter o partido no comando. Fávaro afirma que a sigla vem conquistando várias adesões em todas as regiões de Mato Grosso e ganhando mais musculatura para disputar na maioria dos municípios e em igualdade de condições com as demais agremiações.

Fávaro, que assumiu o PSD após um entendimento com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, depois que o fundador e principal líder do partido, ex-deputado José Riva (sem partido) foi preso, acusado de ter cometido vários crimes. Com a prisão de Riva, o partido ficou à deriva e ninguém quis assumir sua direção, o que fez com que o atual vice-governador, que vinha tentando recriar o PL em Mato Grosso, ganhasse a anuência de Kassab para dirigir o partido no Estado.

A primeira missão de Fávaro foi tirar o PSD, que até então desempenhava um papel de oposição, das mãos do grupo rival e alinhar a sigla à base de apoio do governador Pedro Taques (PSDB). Esperava-se na época que tal procedimento causasse uma debandada na agremiação, já que a grande maioria dos integrantes formavam o “grupo do Riva”, porém, isso não aconteceu e o que se viu foi a saída de três ou quatro gatos pingados.

Hoje, de acordo com o presidente regional, o PSD conta com 43 prefeitos no exercício do mandato, dos quais, 35 devem ser candidatos a reeleição e outros 40, 45, nomes já foram colocados como eventuais candidatos a prefeito. “O bom é que o PSD recebeu várias lideranças de qualidade e que estão dispostas a apostar num projeto de lealdade e alinhamento para o futuro. As pessoas que já estavam no partido também já demonstraram essa disposição, então, vamos trabalhar para que o partido tenha uma base forte o suficiente para figurar entre as principais siglas de Mato Grosso e do Brasil”, argumentou o vice-governador.

FolhaMax

Montreal