Mais ameno, Thiago Muniz rechaça “perseguição” e dá até conselho a Pátio
Adventista

Fullbanner1


Mais ameno, Thiago Muniz rechaça “perseguição” e dá até conselho a Pátio

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Aliado de primeira hora do ex-prefeito, Percival Muniz, Thiago adota discurso mais sereno com atual prefeito, que pode virar aliado nas eleições de 2020. Foto - NMT

Depois de um tempo fora das atividades parlamentares cumprindo um período de licença, o vereador Thiago Muniz (PDT) retornou ao trabalho legislativo nas últimas sessões da Câmara Municipal de Rondonópolis. Tradicionalmente combativo, chamou a atenção de todos um tom mais moderado da parte do pedetista nas críticas à atual gestão do prefeito Zé Carlos do Pátio (SDD). Nos bastidores, especula-se uma possível aliança entre o Solidariedade e o grupo do ex-prefeito, Percival Muniz (PDT), do qual Thiago faz parte, para o pleito municipal de 2020. O vereador, porém, explicou que a nova postura se explica pelo atua momento, justamente para que não vista a roupagem do oportunismo.

“A Câmara Municipal é o poder e o ponto de equilíbrio da sociedade e as cobranças sempre vão existir, sobretudo de um parlamentar independente como eu sou. Não tenho cargo na gestão, não preciso de favor algum, agora o que não quero, neste período em que se findam as eleições estaduais e iniciam as conversas para as eleições municipais, é ficar numa postura de parecer que estou querendo atrapalhar o prefeito para ele ir mal por causa de algum interesse político, justamente porque não o tenho. Vou continuar cobrando, com respeito e autonomia, todos os problemas que acho que tem de melhorar e falando de cada um deles nos meus discursos”, garantiu.

O vereador, inclusive, citou os graves problemas da antiga MT 270, agora Avenida dos Estudantes, que dá acesso ao campus local da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, e toda infraestrutura da região, para alertar a gestão municipal sobre os problemas diversos que existem na localidade. “Você passa pela Avenida dos Estudante e vê a olho nú aquelas aduelas lá paradas colocadas no canto da avenida e a obra sem ser executada. A demora que foi a entrega das obras na região da ponte da dom pedro, a própria passagem que caiu na própria avenida dos estudantes, dentre várias outras situações emergenciais que nos mostram que é preciso ter mais agilidade na solução. O que chegar de demanda, de denúncia, eu vou trazer à tona e seguir cobrando, mas sem perseguição”, garantiu.

Sem abandonar a crítica, o vereador, porém, tratou de dar um conselho político para o atual prefeito.”O período de chuva sempre é um período mais crítico. Se a agricultura agradece, e todos nós ficamos satisfeitos por isso, na cidade alguns problemas crônicos estruturais afloram, como é o caso de bairros como Oasis e Paineiras, onde passa um prefeito resolve um pouco, passa outro resolve mais um outro tanto, mas os gargalos seguem. A Avenida Estudantes, por exemplo, que falei bastante na última sessão, é uma artéria da nossa cidade, o anel viário está dentro de Rondonópolis, que está se expandindo além disso. É preciso o prefeito dar uma organizada naquela região, trabalhar a canalização, terminar a ponte da W11 junto ao Governo do Estado e deixar a marca forte dele pelas proximidades do Sagrada Família. Se eu pudesse dar um conselho a ele, eu diria para tratar estas obras nesta região da cidade como prioridade”, opinou Thiago.