Maior doador da própria campanha, Rogério também conta com aporte de família...
Fullbanner1

Fullbanner2


Maior doador da própria campanha, Rogério também conta com aporte de família Sachetti

Nova legislação prevê doação apenas de pessoas físicas para campanhas eleitorais no Brasil

Fonte:
SHARE

O candidato a prefeito de Rondonópolis, Rogério Salles (PSDB), deve ser o maior financiador da própria campanha, com um relevante aporte da família Sachetti. Tal situação já ficou evidenciada em sua primeira prestação de contas de campanha, feita nos últimos dias, quando Salles já doou para seu próprio projeto exatos R$ 200 mil para inícios dos trabalhos.

O recurso ainda foi reforçado por mais R$ 100 mil doados por Marcel Jardim Sachetti, sobrinho do deputado federal e um dos principais apoiadores de Rogério, Adílton Sachetti (PSB). Ainda destaca-se no montante arrecado pelo tucano, o valor de R$ 50 mil de Carlos Ernesto Augustin, também empresário do ramo do agronegócio.

Já os outros três candidatos a prefeito da cidade: Rubens Cantuário (PSol), Zé do Pátio (SDD) e Percival Muniz (PPS) ainda não declararam nada a justiça em relação a arrecadação. Segundo a nova legislação, não será mais admitida pela justiça eleitoral nenhum tipo de doação de pessoas jurídicas. Isto deve prejudicar principalmente Percival, que em 2012 – último pleito eleitoral do Município vendido por ele – recebeu, por exemplo, R$ 100 mil da Cervejaria Petrópolis, exatos R$ 74.487,00 da Imobiliária Farias e outros R$ 100 mil da Rodorápido. Somam-se a estes prováveis desfalques da arrecadação de Percival, mais R$ 102 mil doados pelo seu então vice e hoje adversário, Rogério Salles.

Em termos práticos de campanha, a grande dificuldade com a queda de arrecadação está em comprovar a voluntariedade de uma grande estrutura visual e principalmente de pessoal nas ruas. Sendo que, além da conta não fechar na relação e projeção do custo e capital disponível, está a igualmente grave suspeita de coação de funcionários públicos contratados para fins eleitoreiros, no caso de quem está com a “máquina na mão”. Esta situação conflituosa, aliás, foi um dos principais argumentos a engrossar o coro pelo fim da reeleição no Executivo em projeto que tramita no Congresso Nacional.

Montreal

6 COMENTÁRIOS

  1. Na verdade essa doação de CPF pessoa física inscrito como produtor rural é equiparado a pessoa jurídica deveria ser limitado o teto em 2 ou 3%, em relação aos doadores pessoa física não produtores.

  2. Maior doador? Eu sempre soube que o Rogerinho é “pão duuuuuroooooo”. Pior que ele só dois velhos conhecidos: O Bezerra e o “Gastão” personagem interpretado pelo saudoso Chico Anísio.

  3. Sobre o Bezerra, muitos dizem que antes da eleição ele metia uma nota de R$ 100,00 no bolso. Toda vez que algum necessitado se aproxima e pedia “algum”, o Bezerra sacava a nota e como o cidadão não tinha troco para R$ 1,00, no máximo R$ 2,00, ele ia levando a campanha sem desembolsar nada.

  4. É seu Adilton! O sr com sua falta de habilidade política levou o seu grupo à derrota em 2008, agora, seu grupo vai experimentar mais uma vez o gosto amargo da derrota graças à sua incapacidade de fazer política. Aliás, o senhor tem se especializado em perder eleições fáceis. O Percimal estava morto e desgastado, o ZCP autor da pior gestão que Roo já teve, as pesquisas todas dizendo que o povo queria um nome novo, arrojado, limpo, e entre dezenas de bons nomes, o sr abençoa o nome do sem graça do Salles, que participou do pior governo de Roo e ainda esteve ao lado do desgastado atual prefeito. O melhor que o sr tem a fazer seu Adilton é plantar soja mesmo, ou tocar empresa de biodiesel. Adilton Sachetti, o Mick Jagger do cerrado.

    • Eu me relutei muito em dizer, mas . . . Tem um candidato na disputa que, se designado para vigiar três tartarugas, uma com certeza foge. E se outra não estiver dormindo, o percentual de “fujonas” dobra.

  5. Viu aí sobre a UPA em outro site? o prefeito diz que os atendimentos estão sem demora. Prefeito continua falando que diminuiu as horas de espera, na verdade lá os atendimentos continuam como antes com longas espera. Quem duvidar, vai lá pra confirmar. Quer enganar a população de novo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

SHARE
Previous articleTCU condena ex-prefeito em MT por fraudes na Saúde
Next articleGoverno é parceiro da iniciativa que cria plataforma de controle