Maggi cita abandono da BR 163 e defende emancipação dos municípios
Fullbanner1

Fullbanner2


Maggi cita abandono da BR 163 e defende emancipação dos municípios

1
Fonte:
SHARE
Foto: Época

“Temos a obrigação de resgatar um compromisso assumido pelo Governo Central quando há décadas prometeu desenvolvimento a centenas de famílias estimulando-as para que migrassem e ocupassem novos estados, mas, não deu condições sequer de sobrevivência a essas pessoas”, desabafou o senador Blairo Maggi, nesta quarta-feira (17.02), ao defender a conclusão da BR 163 e a emancipação dos municípios.

Maggi recordou de um ‘tratoraço’ feito ainda em 2000, quando vários produtores mato-grossenses seguiram para o Pará, e lá encontraram, segundo cita, um total estado de abandono. “Recebi a carta de uma senhora que nos classificava como ‘a última salvação’. Em seu relato ela dizia ter acredito no Governo, mas, o que tinha na bagagem, até então, eram a perda do marido, da juventude e da esperança”, lamentou.

Segundo frisou, em estados como Mato Grosso e Pará, há distritos que ficam a 300 ou até mesmo mil quilômetros de distância de seus municípios-sede. “É inviável. Uma situação que beira o abandono. Nos estados do sul e sudeste, por exemplo, a cada três quilômetros tem um município, com sua comarca, um promotor, uma sede administrativa. O que não acontece conosco no centro-oeste e norte do país”, argumentou o mato-grossense.

O parlamentar lembra que os frutos desse ‘descaso’, são os protestos frequentes em vários trechos da rodovia. “Esta semana a BR está bloqueada no trecho do distrito Moraes Almeida, no Pará. As famílias estão pedindo socorro ao Congresso Nacional, reivindicam mudanças na legislação para a criação de municípios. Para isso é importante a aprovação da ‪‎PEC 143 – que passa aos municípios e à própria sociedade a atribuição de decidir pela emancipação, tirando da União essa competência.  E ainda, o PLS 137/2015 que estabelece diretrizes para a emancipação”, defendeu.

Há mais de 50 anos a BR-163, um dos mais importantes eixos estruturantes do país, é pauta de intensos debates, reivindicações e movimentos pela sua total implantação.

Foram muitas as promessas espelhadas em orçamentos raramente cumpridos, até culminar com o advento do PAC, quando a BR-163 foi incluída no programa para a implantação e reestruturação no trecho de Cuiabá até Santarém.

“É extremamente preocupante a situação de abandono em que se encontra a rodovia, a um passo da concessão, porém não concluída e sem a adequada manutenção, coloca em risco a vida das famílias, compromete o transporte de cargas, remédios e até mesmo o pavimento que já foi feito”, concluiu.

Montreal