Mãe é furtada pelo filho, denuncia à PM e acaba fechando boca...
Fullbanner1



Mãe é furtada pelo filho, denuncia à PM e acaba fechando boca de fumo do Comando Vermelho

Fonte: Da redação com Olivre
SHARE
Foto Visão Notícias

Desesperada e cansada dos crimes cometidos pelo seu filho, uma mãe denunciou na noite desta terça-feira (7) o furto de um notebook cometido pelo rapaz menor de idade. De acordo com a mulher, seu filho havia se apossado da máquina e trocado em uma boca de fumo por entorpecentes. Após a denúncia, uma equipe da polícia seguiu até a residência da mulher e abordou o rapaz. O menor relatou que teria trocado o equipamento eletrônico de sua mãe por R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) em drogas, e ainda indicou para a guarnição onde se localizava a boca de fumo.

De acordo com o registro de ocorrência, quando a PM chegou no local, que fica no Jardim Paulista II, em Sinop (500 Km de Cuiabá), a equipe de policiais avistou os suspeitos que compõem o ponto de venda, entre eles Willian Eduardo da Silva, de 18 anos, que no momento da abordagem jogou uma trouxa de entorpecentes e correu para o interior da residência. A polícia seguiu atrás do suspeito e conseguiu detê-lo.

Dentro do imóvel, além de Willian, também estavam Phablo Vinícius da Cruz Vasconcelos, de 18 anos, Edileide Azanha de Souza, de 38 anos, e três menores, de idades de 14 a 17 anos.

Identificada como a principal suspeita de comandar a quadrilha, Edileide, em conversa com a polícia, confessou que pratica o comércio de entorpecentes na região e que é auxiliada por sua filha de apenas 14 anos. Conforme consta no Boletim de Ocorrência, a mesma é integrante da organização criminosa Comando Vermelho (C.V.), e possui outras ocorrências registradas pelo mesmo motivo, tendo sido solta há poucos dias em audiência de custódia.

Ainda no interior do local em que era praticado o tráfico foram apreendidos: Embalagens contendo cocaína, cartelas de LSD, uma balança de precisão, aparelhos eletrônicos, comprovantes de depósitos direcionados a integrantes do C.V., um caderno de anotações com as movimentações das vendas, e porções embaladas de maconha.

Todos os acusados que estavam no local, inclusive o filho da denunciante, foram conduzidos até a delegacia para que sejam tomadas as medidas cabíveis.