Licitação para obra do sistema de abastecimento de água deve sair...
Fullbanner1



Licitação para obra do sistema de abastecimento de água deve sair em 60 dias

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

A licitação que prevê a construção e a readequação do Sistema de Abastecimento de Água de Barão de Melgaço (a 128 km de Cuiabá) deve ser aberta em 60 dias pela Secretaria de Estado das Cidades (Secid). O assunto foi tema de reunião realizada na tarde desta terça-feira (24.01), na sede da Secretaria, com a participação do secretário das Cidades Wilson Santos, equipe técnica da pasta, professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e representantes do município.

A necessidade de restruturação da rede de abastecimento de água de Barão veio à tona no ano passado após a realização de estudos técnicos do Programa Municipal de Saneamento Básico (PMSB), fruto de convênio entre a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), UFMT e Secid, executado em 108 municípios mato-grossenses. Na ocasião, técnicos do PMSB detectaram coliformes fecais na água que chega à população local, o que levou o município a decretar situação de emergência em agosto de 2016.

Diante do panorama de urgência, o secretário Wilson Santos pediu celeridade à equipe da Secretaria das Cidades no processo licitatório do sistema de abastecimento e cobrou empenho do novo prefeito de Barão de Melgaço, Elvio de Souza Queiroz, presente na reunião. “Vamos dar andamento à licitação para construção da nova Estação de Tratamento de Água (ETA) e readequação da atual rede, mas precisamos de envolvimento do município”, disse ele ao chefe do executivo municipal, ressaltando a importância do trabalho da universidade federal nesse contexto.

Segundo o prefeito, a vontade da nova gestão de Barão é organizar o abastecimento de água na cidade. “A gente faz o compromisso de dar suporte ao trabalho da Funasa, UFMT e Secid”, complementou o assessor especial do prefeito, Antonio Cosmo da Silva.

A coordenadora do PMSB, a professora da UFMT Eliana Rondon ressaltou que o cenário encontrado em Barão de Melgaço é crítico devido ao abandono do sistema de abastecimento de água ao logo dos anos. “É uma coisa fora do normal. Não houve nenhuma manutenção do sistema. É impossível acreditar que um sistema de abastecimento vai funcionar por si só”, ponderou, solicitando também participação do executivo municipal.

A obra a ser licitada inclui a construção de uma nova Estação de Tratamento de água e a ampliação e adequação do atual sistema de distribuição. O orçamento previsto é de R$ 2,79 milhões. Todo o processo licitatório dura em média 90 dias.

A cidade de Barão de Melgaço é abastecida pelas águas do rio Cuiabá e mais oito poços, responsáveis pela complementação do serviço. De acordo com equipe da superintendência de Saneamento da Secid, o manancial tem capacidade suficiente para abastecimento do município, porém devido ao “grande desnível” geométrico entre alguns bairros e a ETA é preciso o redimensionamento da rede, trabalho este contemplado no projeto em questão.

Desde agosto do ano passado, quando foi apurada a falta de qualidade da água na localidade, o Governo do Estado, por meio da secretaria adjunta de Proteção e Defesa Civil e da superintendência de Saneamento da Secid, atua na cidade de forma emergencial para evitar a contaminação dos moradores, inclusive com a distribuição de filtros. As ações têm apoio da universidade e da Funasa.

Atualmente, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Barão possui 7,5 mil habitantes.

Reunião

Também participaram da reunião os professores da UFMT Paulo Modesto, coordenador técnico do PMSB, Rubem Mauro, o secretário adjunto de Políticas Urbanas da Secid, Cláudio Miranda, a superintendente de Saneamento da secretaria, Denise Duarte, além da primeira-dama e secretária de Assistência Social de Barão de Melgaço, Verônica Bragança Queiróz.