Justiça manda Câmara de Cuiabá apresentar gastos com combustíveis
Supermoveis

Fullbanner2


Justiça manda Câmara de Cuiabá apresentar gastos com combustíveis

Fonte:
SHARE
Foto: Internet/FolhaMax

O juiz da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular, Luis Aparecido Bortolussi Junior, determinou que a Câmara Municipal de Cuiabá apresente documentos e informações no prazo de 20 dias em uma ação civil pública na qual o Ministério Público Estadual (MPE) acusa o ex-vereador e ex-presidente do Legislativo, Wilson Teixeira, o “Dentinho”,  de desvio de gasolina. Por isso, é exigido do ex-parlamentar o ressarcimento de R$ 76 mil em valores atualizados.

A investigação civil foi instaurada para apurar irregularidades na aquisição de combustíveis e óleo lubrificante pela Câmara Municipal de Cuiabá, em 1998, quanto Dentinho era presidente da Casa. Segundo a denúncia anônima que resultou na investigação, ele teria feito uso de combustíveis adquiridos pelo órgão público em sua campanha eleitoral para deputado estadual.

De acordo com o denunciante, a Câmara de Cuiabá possuía apenas três veículos – Uno, da primeira secretaria; Kombi e Versales, da presidência), sendo impossível o consumo total do combustível adquirido pela Casa à época. Conforme o MPE, o denunciante ainda encaminhou documentos que revelavam a aquisição de gasolina, álcool e óleo lubrificante por parte do órgão legislativo, tendo como fornecedora a empresa Boa Esperança Comércio Derivados de Petróleo Ltda.

A ação civil pública tramita desde março de 2013 e já foi rejeitada pela Justiça a tese de prescrição e violação ao direito da ampla defesa e contraditório. A defesa de Dentinho ainda solicitou ao TCE (Tribunal de Contas do Estado) dados referentes as contas aprovadas de 1998, porém, os documentos não foram encontrados pela Corte de Contas.

 

Fonte: FolhaMax

Montreal