Justiça Eleitoral cassa mandato de dois vereadores de Cuiabá
Fullbanner1

Fullbanner2


Justiça Eleitoral cassa mandato de dois vereadores de Cuiabá

Fonte: Thiago Mattar
SHARE
Câmara de Cuiabá. Foto: Assessoria.

Com a acusação de que o Partido Social Cristão (PSC) cometeu crime eleitoral ao falsificar candidaturas femininas, a Justiça Eleitoral cassou os mandatos dos vereadores Abílio Júnior e Joelson Fernandes do Amaral, bem como de todos os suplentes ligados ao partido. A falsificação teria sido feita para cumprir o número mínimo da cota de gênero, que está estipulada pela legislação eleitoral em 30% de candidatas mulheres.

Os parlamentares ainda podem recorrer da decisão no Tribunal Regional Eleitoral. Por telefone, o vereador Abílio Júnior disse que soube sobre a cassação em Brasília e ainda não foi notificado. “Estou com mais sete vereadores pedindo celeridade no caso Emanuel Pinheiro, eu soube daqui de Brasília o que aconteceu em Cuiabá, vamos chegar hoje ao fim do dia e vou falar com meu advogado e vou falar sobre a decisão sem problema nenhum. Eu, ao contrário do prefeito, não vou me esconder duas semanas, não”, comentou.

O vereador Sargento Joelson, em nota, afirma não acreditar que houve crime eleitoral. Veja íntegra da nota abaixo:

“O vereador Sargento Joelson (PSC) informa que somente se filiou ao partido na convenção, 45 dias antes da eleição, pelo fato de ser um policial militar, e que não fez parte da montagem da chapa. Joelson não acredita que tenha havido crime eleitoral. Ele afirma, ainda, que essa linha adotada pelo juiz Gonçalo Antunes de Barros Neto, da 55ª Zona eleitoral, pela cassação, não tem a devida fundamentação, e que seus advogados farão o recurso necessário para cassar a referida decisão. O vereador continua no cargo, trabalhando normalmente”.

Montreal