Justiça do RJ decreta prisão de médico por morte de gerente de...
Fullbanner1



Justiça do RJ decreta prisão de médico por morte de gerente de MT

Fonte: Da redação
SHARE

O médico Denis Furtado, responsável pelo procedimento estético realizado na gerente do HSBC/Bradesco de Cuiabá, Lilian Calixto, teve a prisão decretada nesta segunda-feira pela Justiça do Rio de Janeiro. Lilian morreu no último sábado (14) após passar mal por conta do procedimento.

O médico já é considerado foragido da Justiça. Policiais estiveram em seu endereço, mas não o localizaram.

A namorada de Denis e uma enfermeira foram levadas para a delegacia e devem prestar esclarecimentos sobre o caso.  A gerente de banco foi até o Rio de Janeiro realizar um procedimento estético de aplicação de uma substância chamada polimetilmetacrilato nas nádegas.

Informações preliminares dão conta que o procedimento que não é regulamentado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Além disso, o procedimento não foi realizado num hospital ou qualquer outra unidade de saúde. A aplicação da substância ocorreu no apartamento do médico.

As investigações seguem sob sigilo na 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca.

ENTENDA O CASO

Lilian Calixto faleceu no sábado após a aplicação da PMMA realizada pelo médico Dênis Furtado. De acordo com informações, a gerente sofreu uma embolia pulmonar logo após passar pelo procedimento.

Ela teria ido ao Rio de Janeiro apenas por conta da cirurgia. Inicialmente, o procedimento teria ocorrido sem problemas.

A gerente chegou a ir jantar num restaurante com o médico, mas passou mal. Levada a um hospital, não resistiu o morreu. Com Folhamax.