Jovem oferece carona por WhatsApp e é vítima de asfixia e estrangulamento
Fullbanner1


Macropel

Jovem oferece carona por WhatsApp e é vítima de asfixia e estrangulamento

Fonte:
SHARE
Kelly desapareceu durante trajeto de carona com desconhecido (Foto: Reprodução/TV TEM)

declaração de óbito obtida pelo G1 nesta sexta-feira (3) aponta que a jovem de 22 anos, morta após oferecer carona pela WhatsApp, foi vítima de asfixia e estrangulamento. O corpo da radiologista Kelly Cadamuro passou por autópsia na noite desta quinta-feira (2) no Instituto Médico Legal de Frutal, no Triângulo Mineiro.

De acordo com o delegado da Polícia Civil em Frutal, Bruno Giovanini de Paula, apesar de Kelly Cadamuro ter sido encontrada seminua, não há sinais de violência sexual contra a jovem, mas foi colhido material para exames. Três suspeitos de participação no caso foram presos.

Kelly desapareceu durante o trajeto de São José do Rio Preto (SP) para Itapagipe na noite de quarta-feira (1º). O corpo dela foi localizado por policiais militares em um córrego entre Frutal e Itapagipe nesta quinta-feira (2). O delegado disse que a primeira linha de investigação é latrocínio, mas não descarta a hipótese de crime premeditado e a participações de mais pessoas.

“O corpo estava com sinais de violência e estrangulamento. Não há indícios de estupro ainda, mas foi colhido material para exames posteriores. O principal suspeito do crime, que tem passagens, será ouvido aqui na delegacia de Frutal ainda hoje [3]. A partir do depoimento, seguimos com as investigações”, explicou.

Kelly será velada nesta sexta-feira no Velório Municipal de Guapiaçu (SP), cidade onde nasceu. O horário do enterro não havia sido informado até esta publicação.

Corpo de radiologista foi localizado em córrego entre Frutal e Itapagipe (Foto: Samir Alouan/Rádio 97 FM/Pontal Online)

Carona por WhatsApp

Familiares e o namorado da jovem disseram à polícia que Kelly havia combinado uma carona por meio de um grupo de WhatsApp. A princípio, ela levaria um casal, mas a mulher desistiu no momento da viagem. O homem, que não era conhecido de Kelly, manteve a carona.

Ainda conforme a polícia, o último contato que a moça fez com a família foi quando parou para abastecer o veículo em um posto de combustíveis na BR-153. Depois disso, a família diz que perdeu o contato com ela.

Na noite desta quinta, três pessoas do sexo masculino foram presas em São José do Rio Preto suspeitas de participação no caso. De acordo com o delegado Bruno, um deles é o suspeito do homicídio e os demais foram presos por receptação, pois estavam com partes do carro e o celular da jovem.

Câmeras flagraram carro de jovem em pedágio

Câmeras do circuito de segurança de um pedágio em Minas Gerais mostram a moça passando pela praça de pedágio dirigindo. Logo depois, o carro volta, mas aí é um homem que está ao volante. A polícia encontrou o carro da jovem abandonado e sem as quatro rodas, o rádio e o estepe em uma estrada rural entre São José do Rio Preto e Mirassol (SP).

Câmera de pedágio flagrou jovem durante a viagem para MG (Foto: Reprodução/TV TEM)
Montreal