Jovem com síndrome de borderline desaparece e família pede ajuda para encontrar
Adventista

Fullbanner1


Jovem com síndrome de borderline desaparece e família pede ajuda para encontrar

Fonte: Da Redação - Com Olhar Direto.
SHARE
Foto: Divulgação

Uma jovem de 19 anos, identificada como Maria Luisa Lotuffo Levy, está desaparecida desde o último domingo (14), após deixar a sua residência no bairro Santa Rosa, em Cuiabá. Segundo o pai, a garota sofre de síndrome de borderline, que é um transtorno mental grave caracterizado por um padrão de instabilidade contínua no humor, no comportamento, auto-imagem e funcionamento. A família não descarta que ela ainda esteja na capital mato-grossense, mas também suspeita que ela possa ter ido para Goiânia (GO), Brasília (DF) ou Rio de Janeiro (RJ).

Marcos Levy, que é pai da menina, relata no boletim de ocorrências (BO) que a filha estaria recebendo diversas mensagens a convidando para ir a estas cidades supracitadas. Além disto, explica também que recebeu uma mensagem de uma empresa aérea, de uma passagem comprada para o Rio de Janeiro.

Em posse dessas informações, o pai da jovem seguiu até o Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), junto com a Polícia Federal. Porém, foi informado pela companhia que Maria Luisa não embarcou no voo, que sairia às 19h39.

Marcos ainda acrescenta que a filha está sob interdição judicial, já que é portadora da síndrome de borderline. A última vez que ela foi vista estava em sua casa e usava bermuda clara, camisa branca e um casaco de couro vermelho. Ela também tem uma tatuagem no antebraço direito, escrito ‘Malu’ (apelido da vítima).

Qualquer informação que possa auxiliar a família a encontrar a jovem pode ser repassada para a Polícia Judiciária Civil (PJC) pelos seguintes números: (65) 3901-4823 ou (65) 9 9982-7766.

Síndrome de borderline

É um transtorno mental grave caracterizado por um padrão de instabilidade contínua no humor, no comportamento, auto-imagem e funcionamento. Os sintomas mais comuns englobam instabilidade emocional, sensação de inutilidade, insegurança, impulsividade e relações sociais prejudicadas. Essas experiências geralmente resultam em ações impulsivas e relacionamentos instáveis. Uma pessoa com Síndrome de Borderline pode experimentar episódios intensos de raiva, depressão e ansiedade que podem durar de apenas algumas horas a dias.

Algumas indivíduos com Transtorno de Personalidade Borderline também apresentam altas taxas de ocorrência em conjunto de outros transtornos mentais, como distúrbios do humor, transtornos de ansiedade e distúrbios alimentares, além de abuso de substâncias, automutilação, além de pensamentos e comportamentos suicidas. Indivíduos com Síndrome de Borderline podem alternar momentos em que estão estáveis com surtos psicóticos, manifestando comportamentos descontrolados.

A Síndrome de Borderline também pode ser chamada de Transtorno de Personalidade Limítrofe.

Atualizada às 09h58 e às 10h13.