Jovem aplica golpe de R$ 2 mil em vendedor de ingressos do...
Supermoveis


Macropel

Jovem aplica golpe de R$ 2 mil em vendedor de ingressos do Villa Mix

Fonte: Folhamax
SHARE
Joara Chagas é suspeita de golpes em Sinop e São Paulo. Foto: Internet.

A jovem Joara Chagas da Silva, 22 anos, mais conhecida nas redes sociais como Joara Pimentel foi novamente envolvida em um caso de suspeita de estelionato, após comprar ingressos do Show Vila Mix, no último final de semana, em Cuiabá.

De acordo com informações, a jovem foi conduzida para a delegacia após denúncia de uma vítima de que teria vendido seis ingressos do Show Vila Mix para a golpista. De acordo com boletim de ocorrência, Joara adquiriu seis ingressos para o camarote “Gold Mix”, por R$340 cada um, e que não havia confirmando o pagamento. A dívida total é de R$ 2.040,00.

Segundo a vítima J. M, 30 anos, ele entregou o ingresso para jovem na recepção de um hotel em que ela estava hospedada, na Avenida Issac Póvoas, na capital. No mesmo hotel, estava hospedada a dupla Jorge e Matheus, uma das atrações do evento.

Ela disse ao vendedor que teria realizado uma transferência tipo DOC para conta dele, mas que até a segunda-feira (16), não tinha sido confirmada pelo banco. O rapaz informou a PM que deixou os ingressos porque a garota havia dito que deixaria um celular como garantia, mas que isso também não aconteceu.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a estudante que já é alvo de inquérito na cidade de Sinop, disse que realizou a transferência no último sábado (14). A suspeita de estelionato foi escoltada pela PM até a delegacia para prestar esclarecimento ao delegado.

Apesar de ter sido levada para a delegacia acusada de mais um crime, a jovem ironizou o caso nas redes sociais. Em postagem no Instagram, disse que estava sendo “escoltada para dar mais ‘mimimi’. Em outra, mostra o boletim de ocorrência e avisa que “está tudo bem”.

Joara Pimental é suspeita de diversos golpes nos valores de R$ 7 mil, R$30 mil e até R$60 mil. Ela inclusive dizia ser filha da juíza Débora Roberta Pain Caldas, da 2ª Vara Criminal de Sinop.

Caso de golpes em São Paulo também já foi registrado na Polícia contra a jovem.

Em outubro deste ano, Joara disse a uma rádio local de Sorriso que o caso de São Paulo foi apenas um desacordo comercial. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Montreal