Jornalista defende finais entre Cruzeiro e Atlético-MG no Mineirão: “Tradição”
Fullbanner1

show


Jornalista defende finais entre Cruzeiro e Atlético-MG no Mineirão: “Tradição”

Fonte: SporTV.com
SHARE

Mandante do jogo de volta da final do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG ainda não decidiu se vai receber o Cruzeiro para a partida de volta no Independência ou no Mineirão, decisão que deve ser tomada somente na próxima segunda-feira, dia seguinte ao primeiro jogo, que será domingo, no Mineirão, com mando da Raposa. O jornalista Carlos Eduardo Eboli, da rádio CBN/Globo, defende que os dois clássicos sejam no mesmo local  e lamenta que não houve acordo para torcida dividida como sugeriu o clube celeste (assista ao vídeo).

– Acho que o respeito maior à tradição do futebol mineiro e à tradição desse clássico seria dois jogos no Mineirão com torcida dividida e o Atlético-MG com a vantagem do empate – o Atlético-MG já tem a vantagem do empate, já é uma vantagem. Os dois jogaram pela Primeira Liga, fizeram um belíssimo jogo, no Mineirão, com torcida dividida. Foi um exemplo de civilidade, de ordem, um momento muito bacana de recuperação do futebol mineiro. E agora vem essa decisão, que parece estar partindo mais do Atlético-MG, que é um passo para trás. Está regredindo – afirmou, no “Redação SporTV”. 

No jogo de ida, o Cruzeiro vai disponibilizar 10% dos ingressos para a torcida atleticana. O desejo do clube é que o torcedor celeste também tenha direito a comparecer no jogo de volta, na casa do Galo, o que tem gerado polêmica: por questões de segurança, a recomendação é que o jogo tenha torcida única se for disputado no Horto. Para o narrador Jaime Júnior, a motivação do Atlético-MG em levar a decisão para o Independência tem outras razões, pesando o fato de o Mineirão ser considerada “casa” do rival. 

–  O Atlético-MG, nesse caso específico, prefere jogar no Independência porque levando para o Independência, tira o Cruzeiro de uma “zona do conforto” por sair do Mineirão, onde joga mais vezes. É uma questão específica do Atlético-MG, por isso ele quer ter o direito de escolher. E não é só uma questão técnica, há outras questões, como a comercial, de sentar com Mineirão, definir preços de ingresso e quanto que o Atlético-MG vai levar no “bolo” final nesta disputa do clássico no Mineirão – considerou. 

A decisão abre no próximo domingo, às 16h, no Mineirão. O jogo de volta, sem local definido, será dia 7 de maio. Antes do clássico, o Galo entra em campo pela Libertadores: encara o Libertad-PAR, nesta quarta-feira, às 19h30, no Independência. 

+Vice-presidente do Cruzeiro vai pedir ajuda ao MP para ter torcida no 2º jogo da final+ Cruzeiro lamenta falta de torcida dividida; Atlético-MG diz estar cumprindo regulamento