Jogadores do São Paulo rezam por vítimas de acidente da Chapecoense
Fullbanner1


Macropel

Jogadores do São Paulo rezam por vítimas de acidente da Chapecoense

Fonte: Alexandre Lozetti
SHARE

Os jogadores do São Paulo rezaram por cerca de um minuto antes do treino desta quarta-feira, em homenagem às 71 vítimas do acidente com o avião da Chapecoense. Entre os mortos, 19 eram jogadores da equipe, que também perdeu membros da comissão técnica e diretoria. 

Abraçados num dos campos do CT da Barra Funda, os atletas e a comissão técnica fizeram uma oração, em clima de total consternação pelo desastre. Em seguida, o técnico Pintado comandou atividade de cerca de 80 minutos. Em campo reduzido, duas equipes se enfrentaram: uma de colete branco e outra sem. 

Elas só podiam finalizar depois de trocarem 10 passes. Entre os jogadores, estavam os atacantes Kelvin, recuperado de um estiramento na coxa esquerda, e Wellington Nem, primeiro reforço para 2017.

Em seguida, Pintado separou três equipes, que se revezavam nos duelos, com Hudson e Daniel como curingas. O atacante Chavez era o mais falante, incentivando os companheiros sempre.

 Na saída, pela sala onde ficam os jornalistas, os jogadores passaram com semblante abatido. Denis lembrou que o São Paulo foi a Medellín este ano, para a semifinal da Libertadores. Mesmo destino que tinha a delegação da Chapecoense. O goleiro relatou que não saiu de casa e passou a terça-feira em prantos.

Montreal