Jayme quer virar ministro para abrir vaga a Garcia
Adventista

Fullbanner1


Jayme quer virar ministro para abrir vaga a Garcia

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Em um momento financeiro familiar longe dos melhores, Garcia cavou duas ótimas possibilidades para 2019 sem ser protagonista nas eleições. Foto - 24HorasNews

O DEM chegou ensaiar a candidatura do atual presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), a presidente da República, mas acabou recuando e está com Geraldo Alckmin (PSDB), que após agregar ao seu lado o chamado “centrão” tem boas chances de estar no segundo turno. Mas mesmo que não forem os tucanos a chegarem lá, a proposta democrata é bem parecida com a filosofia do MDB e do PSD: “seja quem for que esteja na ponta da mesa, estaremos sentados em torno dela”.

Em Mato Grosso, o recuo da candidatura bem encaminhada de Fábio Garcia (DEM) para a reeleição de deputado federal, tornando-se primeiro suplente do correligionário Jayme Campos (DEM), que busca o Senado Federal, teve uma promessa amarrada com o próprio Rodrigo Maia de construir a subida de Jayme, logo após o Brasil saber quem foi eleito presidente, para o Ministério da Agricultura e Pecuária, onde hoje já está outro mato-grossense, o também senador, Blairo Maggi (PP).

Óbvio que a condição primordial para tudo isso é Campos confirmar o favoritismo e ser eleito para uma das duas vagas em disputa para a Câmara Alta. Fábio encontrou vantagem na construção, visto que economizaria sua própria imagem, bem como valores financeiros de uma eventual reeleição, ficando livre para trabalhar o projeto de Mauro Mendes (DEM), seu padrinho político, para a chefia do Palácio Paiaguás. Em suma, na “pior” das hipóteses Fábio vira secretário estadual, já na melhor vira senador. Está bom ou quer mais?