Janaina garante já contar com 8 assinaturas para abrir CPI dos grampos...
Fullbanner1



Janaina garante já contar com 8 assinaturas para abrir CPI dos grampos e cobra andamento de impeachment contra Taques

Fonte: Da assessoria
SHARE

Por conta da ausência na capital de alguns deputados que já confirmaram que assinarão o requerimento para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os grampos ilegais em Mato Grosso e a participação de autoridades do Poder Executivo, do Judiciário e do Ministério Público neste crime, a deputada estadual Janaina Riva (MDB) anunciou que o documento será apresentado na próxima sessão plenária, marcada para o dia (07.08). Janaina anunciou ainda que não vai aceitar que a instalação da CPI seja feita somente após as eleições, como foi cogitado na sessão matutina.

“Quero deixar claro que não existe nenhum acordo para que essa CPI seja apreciada somente pós-eleições. Cada um dos parlamentares aqui tem legitimidade para propor uma CPI e para recolher as assinaturas para que se faça uma séria comissão parlamentar de inquérito para tratarmos desse tema que pra mim não é novidade, mas que agora veio à tona a participação direta do governador Pedro Taques, através da confissão do cabo Gerson. O requerimento de abertura da CPI só não está sendo apresentada porque alguns dos colegas que vão assinar não estão presentes na capital, mas semana que vem nós vamos apresentar a CPI. Se os demais colegas quiserem assinar serão bem vindos, mas nós já temos número suficiente para apresentar”, declarou ela durante fala na tribuna.

A parlamentar deixou claro que não acredita nas declarações de alguns deputados da base do governo, que disseram pretender ‘ajudar’ a esclarecer os fatos. “Essa conversa fiada de que os 24 querem ajudar, pra mim não cola. Outra coisa absurda também é dizer que é covardia assinar CPI. Na minha opinião, covardia com o povo é não assinar.  Se os deputados têm compromisso com Mato Grosso e com a verdade vão assinar, principalmente se tratado de uma CPI que vai investigar  Caixa 2 em campanha eleitoral passada, que vai investigar pré-candidatos ao Senado dessa eleição, ou seja, do interesse da população em saber a verdade do que essas pessoas fizeram dentro do estado de Mato Grosso”, disparou.

Janaina afirma que a CPI dos grampos tem legitimidade para acontecer e vai ter legalidade a partir do momento em que apresentar o requerimento com as oito assinaturas exigidas. “Nós vamos brigar por cada uma delas. Inclusive cabe aqui também um pedido de impeachment do governador, que a nossa assessoria jurídica está terminando e nós vamos apresentar também. Falando em impeachment, quero saber por que o presidente Eduardo Botelho ainda não colocou para apreciação plenária o pedido que já tramita nesta Casa contra o governador.  Vai deixar que se cometa mais quantos atos de improbidade administrativa para que possa ser apreciado por esse plenário o pedido de abertura de uma votação de impeachment com relação ao governador?”, finalizou.