Jackson Régis participa do lançamento de concurso
VendaMais

Jackson Régis participa do lançamento de concurso

SHARE
Foto:Assessoria.

O Memorial da Justiça Eleitoral em Mato Grosso foi palco de depoimentos emocionados na tarde desta quarta-feira (24/08), quando mesários e colaboradores da Justiça Eleitoral compareceram para prestigiar o lançamento do concurso cultural Fala, Mesário!, com mensagens que ressaltam o sentimento de honra por contribuir com a democracia.

“Quando comecei a atuar como mesário, há 23 anos, carregava crianças no colo para que os pais pudessem votar. Hoje, essas crianças cresceram e se tornaram pais e agora, carrego os filhos delas. Esses momentos não têm preço”, relatou Itanael Lemos, de 43 anos. Ele conta que começou como 1º mesário na época em que as urnas eram de lona e hoje exerce a função de presidente da mesa receptora de voto. “Trabalho na Escola Estadual João Brienne de Camargo, onde estudei, e que está situada na região em que nasci. No dia da eleição revejo amigos, vivencio experiências e histórias inesquecíveis, o que torna esse exercício prazeroso”.

Presente no evento, Elias Spotte, que trabalha como mesário desde 2014, é um exemplo de que não há barreiras para quem quer servir à Justiça Eleitoral. Ele é cadeirante e afirma que não encontrou dificuldades para exercer sua função na mesa receptora de voto. “Qualquer cidadão pode contribuir com a democracia. Temos que fazer nossa parte, analisando e escolhendo de forma consciente nossos representantes, mas também, participando efetivamente da realização da eleição. Não existe desculpas para quem realmente quer participar desse grande e importante evento”.

Jackson Roberto Regis Caldas é mesário há mais de 20 anos. Já perdeu as contas de quantas pessoas queridas reencontrou no dia da eleição. “Nesse dia a gente reencontra pessoas que, em outras situações, não encontraria. E ainda há a satisfação em contribuir para o fortalecimento da democracia”, explicou. Jackson contou que no dia eleição costuma rever seu médico de infância, que vota exatamente na seção em que ele atua como mesário.  E que foi em um dia de eleição que reviu uma velha conhecida, que se curou de um câncer.

Ao lançar o concurso, a desembargadora Maria Helena Póvoas, presidente do TRE-MT, ressaltou a importância dos mesários para o processo eleitoral e para a democracia brasileira. “São homens e mulheres abnegados, que exercem esse trabalho sem nenhuma remuneração”, disse.

A desembargadora também destacou a importância de iniciativas que valorizem os mesários, peças-chave na realização de uma eleição. “Esses cidadãos prestam um relevante serviço à pátria, à democracia, à sociedade. Também trazem na bagagem lembranças e histórias que vivenciaram no dia do pleito. Queremos que eles compartilhem conosco esses momentos”.

O concurso “Fala Mesário” é destinado a todos os cidadãos, convocados ou voluntários, que venham a trabalhar nas Eleições 2016. Eles podem enviar o relato de suas experiências por meio de conto ou vídeo. As três melhores histórias de ambas as categorias (vídeo e conto) serão premiadas da seguinte forma: 1º lugar: uma TV smartTV de 32 polegadas; 2º lugar: um aparelho celular smartphone; 3º lugar: um tablet.

As inscrições podem ser realizadas entre 10 de outubro a 10 de novembro deste ano.

Conheça as regras do concurso cultural Fala, Mesário!

Para a categoria “Minuto Mesário” será necessária a produção de vídeo de até dois minutos, destacando aspectos que enalteçam a participação do mesário nas eleições (cidadania, democracia, impacto social, vantagens adquiridas, conhecimento do processo eleitoral etc). Não se exige para essa categoria equipamentos ou métodos de edição profissional de vídeo. Os vídeos podem ser feitos usando um telefone celular. A única exigência é que ele possa ser postado no Youtube.

Já na categoria “Contos do Mesário”, é preciso apresentar um conto sobre a experiência vivida como mesário nestas eleições ou em anos anteriores e que esteja relacionada ao pleito ou sua preparação. Deve-se destacar aspectos que enalteçam a cidadania, democracia, impacto social, vantagens adquiridas e conhecimento do processo eleitoral. Serão corrigidas somente os trabalhos encaminhados com as 200 primeiras inscrições. Os 15 melhores contos serão publicados em e-book disponibilizado gratuitamente no site do TRE-MT até 31 de julho de 2017.

Para participar o cidadão deve ter sido convocado para mesário nas eleições deste ano. A participação como mesário em pleitos anteriores servirá como critério de desempate.

Não poderão participar do concurso: integrantes do quadro do TRE (estagiários, servidores concursados, requisitados, cedidos, juízes eleitorais, promotores eleitorais e juízes membros), bem como os parentes consanguíneos ou por afinidade, até o 3º grau, das pessoas acima elencadas.

Fonte:FolhaMax.

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO