ISRAEL, HERDEIRO OU INVASOR? Dr. Francisco Mello
Supermoveis

show


ISRAEL, HERDEIRO OU INVASOR? Dr. Francisco Mello

Fonte:
SHARE

 

 

Ontem Israel abriu fogo contra palestinos contrários a inauguração da embaixada americana em Jerusalém. Como conter dez mil pessoas insufladas pelo hamas?  Sinto muito.

Israel, um pequeno Estado com uma enorme História e pelo visto parceiro de um grande Deus. Vejamos.

Os israelitas retornaram à terra prometida em 1948 depois de perambularem quase 2000 anos pelo mundo desde a expulsão pelos romanos.

Durante esse tempo, onde passaram, usaram a estrela de Davi como símbolo de suas origens. A terra que mana leite e mel aguardava os judeus, mesmo sobre o domínio dos árabes por vários séculos.

Os turcos governaram a região de 1500 a 1900. A partir de 1920 a área se tornou conflagrada pela disputa das terras entre alguns judeus e palestinos.

A Inglaterra passou a governar a região após a derrota dos turcos na Primeira Guerra Mundial.

Em 1919 o Tratado de Versalhes autorizou os israelitas a retornarem à sua terra, mas não criou o Estado de Israel, isso gerou conflitos com os palestinos (árabes – Filisteus) que habitavam a área.

Em (1939-1945) ocorreu a Segunda Guerra Mundial e a morte de milhões de judeus. Foi aí que surgiu a criação do Estado de Israel que passou a contar com apoio dos Estados Unidos.

Ao voltar, drenaram pântanos, irrigaram o deserto e tornaram o solo produtivo. Israel não tomou terras de palestinos, apenas recebeu de volta as que lhe pertencia em decorrência da promessa feita por Deus a Abraão, “Gn 12.7”.

Muitos Palestinos apesar de indenizados, não se conformaram em devolver as terras para os judeus. Tanto que em 1967 ocorreu a guerra dos seis dias, na qual Israel foi atacado pela Síria, Egito e Jordânia os quais tinham apoio da Arábia Saudita, Argélia, Kuwait, Iraque e Sudão.

Israel venceu o conflito, expandiu em cinco vezes seu território, inclusive tomando a parte oriental de Jerusalém. Nada mais legítimo que o reconhecimento de Jerusalém como sendo totalmente de Israel.

Pelo exposto, dou inteira razão ao Trump pela decisão de reconhecer Jerusalém Capital de Israel. Se a Bíblia estiver certa, Israel vai levar a melhor sobre seus inimigos, visto que já sofreu o bastante com sucessivas Diásporas, dispersões e exílios, fora o holocausto que dispensa comentários.

Shalom.

Dr. Francisco Mello dos Santos. Advogado Criminalista. OAB-MT 9550 e professor de Carreira. Especialista em Direito Penal e Processual Penal. drfranciscomello@terra.com.br (669)996892292.