Insatisfeita, PRF pode “parar tudo” já no primeiro mês do ano
Fullbanner1

Fullbanner2


Insatisfeita, PRF pode “parar tudo” já no primeiro mês do ano

Policiais estão insatisfeitos com tratamento do Governo Federal com a categoria

Fonte:
SHARE

Os policiais rodoviários federais (PRFs) de Mato Grosso e de todo o país estão em estado de greve e podem paralisar as atividades logo no primeiro mês de 2016. No dia 18, a categoria se reúne com o Governo Federal em Brasília para tentar obter uma resposta definitiva às demandas que foram discutidas
durante todo o ano de 2015.

A principal cobrança dos policiais é a restruturação da carreira, sobretudo no que tange ao ajuste salarial que cubra as perdas de inflação, o subsídio para nível superior, pagamento de adicional noturno, dentre outros.

A recomposição do efetivo também é tida como urgente para a categoria, uma vez que no Brasil há 10 mil PRFs, sendo que a lei da profissão prevê 13 mil, acarretando um deficit  de 23%. Em Mato Grosso, há apenas 350 policiais rodoviários federais.

Em carta aberta divulgada à imprensa recentemente, os policiais alegam que estão sem motivação  para trabalhar e isto pode refletir nas atividades na segurança rodoviária.

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Mato Grosso (SINDPRF-MT), Paulo Melo, o Governo Federal tem se mostrado autoritário e  opressor, pois já conseguiu
uma liminar junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) proibindo uma possível greve. Além
disso, uma portaria publicada pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, previu que os PRFs
em estágio probatório deverão aplicar multas para adquirir estabilidade.

“Não somos instrumentos autoritários do governo para arrecadar dinheiro para eles. Continuaremos
sendo uma polícia forte e cidadã”, assegurou.

Fonte: A Gazeta

Montreal

2 COMENTÁRIOS

  1. Essa PRF só quer saber de vantagens…
    Recém ingressados, e já querem ganhar como ministros.
    Estão fazendo essa mobilização visando a restruturação de uma carreira a qual já é a mais bem paga de todo o país.

    Os números apresentados de apreensões, é fruto de uma minoria que realmente trabalha, a grande maioria, quer ser “agente administrativo” e ganhar como policial, trabalhar em escritórios refrigerados e sem correr nenhum risco.

    Eles eram carreira de nível médio, mudaram a lei por baixo dos panos para nível superior, (veja a Lei 9654 – Art 2 e art 2 A, isso é inconstitucional mudança de graduação sem novo concurso, isso tendo boa parte dos PRFs sem nível superior.

    São os únicos servidores que não descontam o percentual do Vale transporte, até a empregado doméstica tem que descontar 6% do salario pela participação do VT eles não.

    Qualquer um pode fazer um teste, realize uma viajem do sul ao norte do país e vejam quantas viaturas vocês veem no rodovia e quantos vezes vocês são fiscalizados.

    Querem ganhar R$ 24.000,00 VERGONHAAAAAA

    • Caro amigo João Luiz,

      A PRF presta um serviço social muito importante aos brasileiros e no entanto, é a instituição do Executivo que tem a menor remuneração. Queremos a reestruturação que nos é de direito e uma vez reestruturada, haverá harmonia na classe perante as demais no âmbito do Executivo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

SHARE
Previous articleREC sai na frente mas cede empate ao Vitória em estreia na Copa SP Junior
Next articleDólar chega a subir 2% e vai a R$ 4,03, com preocupações com a China