Indignado, deputado abandona CPI que presidia por falta de quórum
Adventista



Indignado, deputado abandona CPI que presidia por falta de quórum

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Assessoria

O deputado estadual, Oscar Bezerra (PSB), não poupou críticas a seus colegas de parlamento que fazem parte da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI  que investiga supostas fraudes nas cartas de crédito pagas a membros do Ministério Público Estadual – MPE/MT. Oscar ficou raivoso, nesta semana, quando o depoimento do ex-procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, não pode ser realizado por falta de quórum, ou seja, ausência da maioria dos membros da CPI.

“Queria pedir desculpas doutor (referindo-se a Paulo Prado) pelo transtorno. Todos nós temos nossas atribuições e não podemos ficar a mercê de descompromissados”, criticou Oscar Bezerra, que mais a frente acrescentou que apesar do imenso poder que possui a ALMT hoje vive uma situação caótica pela postura de vários dos seus membros. Ainda indignado, Bezerra anunciou saída da CPI que preside.

A CPI em questão, investiga possíveis irregularidades na emissão das tais cartas de crédito, que são recursos originários de direitos trabalhistas que viraram títulos passados a membros do MPE com certo grau de inconclusão. O trabalho começou após o aparecimento de uma lista nomes dos beneficiários ser encontrada na residência do ex-secretário de estado, Eder de Moraes, durante a “Operação Ararath”, da Polícia Federal, em 2014.

Oscar é autor de um projeto de resolução na Casa de Leis de Mato Grosso que prevê descontar o salário de deputados faltosos. O deputado ainda foi além e defendeu a cassação imediata em caso de ausência recorrente.