Homem de 57 anos é preso em flagrante delito por suspeita de...
Supermoveis

Fullbanner2


Homem de 57 anos é preso em flagrante delito por suspeita de tentar abusar de menina de 10 anos

Fonte:
SHARE
José Delgado / Foto: Rede Social

Por: Ailton Lima

A Polícia militar pendeu no começo da tarde desta sexta-feira (26), por volta das 13h20, a pessoa de José Delgado, 57 anos de idade, servidor público municipal de Rondonópolis, que está sendo acusado de tentar abusar de uma menina de 10 anos de idade, no residencial Nova Era.

Segundo informações repassadas à imprensa pela mãe da criança (A.A.C) de 35 anos, o suspeito, que é conhecido da família, estaria assediando a sua filha (E.C.P.) de apenas 10 anos de idade.

Segundo a denunciante, o suspeito teria efetuado uma ligação para o celular da sua filha, na quinta-feira (25), onde nessa ligação gravada, ele assediava a menina, procurando saber quando ela estaria sozinha em casa, quando ela estudava, e se ele poderia ir visita-la em casa quando estivesse sozinha, para namorá-la.

A mãe da menor então orientou a menina a marcar o tal encontro, e ficou no quarto ao lado da sala. Ainda segundo a denunciante, o suspeito chegou nessa sexta-feira (26), por volta das 13h10, entrou na casa, e sentou-se no sofá, colocando a menina em seu colo e começando a passar as mãos pelas pernas da garota.

Nesse momento, a mãe da menina muito indignada com o que estava presenciando, saiu do quarto e atacou o acusado. Um vizinho de (A.A.C) e colega de trabalho, ajudou a conter o suspeito, que tentou escapar do flagrante, enquanto acionavam a polícia militar.

À imprensa, José Delgado negou que tivesse abusando da menor e contou uma história, de que teria ido à cada da menina, para receber uma dívida de R$ 200,00, referente a uma suposta ajuda efetuada ao pai da menor.

Diante da situação, suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado à 1ª DP, onde foi entregue ao delegado plantonista para as medidas cabíveis.

Diante dos indícios e evidências apresentadas à polícia (denúncia formal e o áudio da gravação que supostamente comprovaria o assédio), o suspeito foi autuado em flagrante delito pelo crime de tentativa de estupro de vulnerável – ato libidinoso, art. 217-A, (Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos), e se julgado e condenado, estará sujeito a uma pena que varia de 8 (oito) a 15 (quinze) anos de reclusão.

Montreal