GRIPE/INFLUENZA: MT já pode ter passado de 30 mortes
Adventista



GRIPE/INFLUENZA: MT já pode ter passado de 30 mortes

Fonte: Da Redação com informações
SHARE
Foto - Ilustração

A Vigilância Epidemiológica já confirmou sete mortes por gripe causada pelo vírus influenza em Mato Grosso este ano, dois a mais do que o total da semana anterior. O boletim foi divulgado no início deste fim de semana. No total, porém, outros 26 óbitos estão sendo investigados, totalizando 33 casos de mortes suspeitas. Na última quinta-feira (17), o Ministério da Saúde fez a entrega do sétimo lote de vacina contra a gripe influenza, contendo 80 mil doses.

Das sete mortes confirmadas, uma foi por influenza A não subtipado; três por influenza A H1N1; duas por influenza A/H3 Sazonal; e uma por influenza B. Ainda houveram 16 mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Até esta semana foram notificados no Sinan Influenza Web 275 casos suspeitos de influenza.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe influenza vai continuar em todo o país até o dia 1º de junho. A Secretaria de Estado de Saúde alerta a população que compõe o grupo prioritário a procurar os postos de vacinação e tomar a vacina que é a única forma eficaz de evitar a gripe influenza. Uma única dose da vacina previne contra três tipos diferentes de vírus da gripe.

Grupos Prioritário

Fazem parte do chamado grupo prioritário de vacinação as pessoas nas seguintes condições:

  • Crianças de 6 meses a 5 anos
  • Pessoas com mais de 60 anos
  • Gestantes
  • Mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias
  • Profissionais da saúde
  • Professores da rede pública e particular
  • População indígena
  • Portadores de doenças crônicas, como diabetes, asma e artrite reumatoide
  • Indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia
  • Portadores de trissomias, como as síndromes de Down e de Klinefelter
  • Pessoas privadas de liberdade
  • Adolescentes internados em instituições socioeducativas, como a Fundação Casa