GRAMPOS: Perri cita organização criminosa, mas isenta Pedro Taques
Supermoveis

Fullbanner2


GRAMPOS: Perri cita organização criminosa, mas isenta Pedro Taques

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - TJ

“Estamos diante de uma organização criminosa muitíssimo bem arquitetada e formada para a prática, dentre outros, de crimes de interceptação telefônica ilegal”. Essa foi a afirmação feita pelo desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que embasou a prisão preventiva do ex-secretário de estado, Paulo Taques. A acusação contra Paulo é de que ele estaria obstruindo as investigações dos famigerados grampos telefônicos ilegais, na chamada “barriga de aluguel” feita sobre um trabalho de investigação da polícia contra o narcotráfico. Perri sinalizou ainda que não tem dúvida que se trata de um conluio entre pessoas do alto escalão do governo com responsáveis pelo núcleo de inteligência da PM, ou seja, não considera a hipótese de um crime isolado, feito por um ou dois agentes. No entanto, o desembargador tratou de confirmar que não há nada ainda que envolva Pedro Taques no ato ilícito. “Até o atual estágio das investigações, não há uma única menção, uma única passagem, ou sequer indício de participação do Governador do Estado na trama delituosa”, informou.

 

Montreal