Governo rompe negociações com consórcio para retomada das obras do VLT na...
Supermoveis

Fullbanner2


Governo rompe negociações com consórcio para retomada das obras do VLT na Grande Cuiabá

Fonte: G1 MT
SHARE

governo de Mato Grosso anunciou, em uma nota emitida na sexta-feira (25), que rompeu as negociações com o Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande, para a retomada das obras do modal na Grande Cuiabá. Com R$ 1 bilhão já investido, a obra do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) deveria ter ficado pronta para atender a demanda da Copa do Mundo, completou dois anos e três meses parada.
Por meio de assessoria, o consórcio afirmou que continua “firme no propósito de superar todo e qualquer obstáculo à implantação do VLT”.
De acordo com o governo, a decisão de romper com as negociações foi oficialmente comunicada ao juiz Ciro José de Andrade Arapiraca, da Justiça Federal. Um documento com 12 páginas foi protocolado na sexta-feira.
Em julho, o magistrado havia concedido o prazo de 20 dias úteis para que as partes apresentassem um acordo para a retomada das obras. O prazo venceria neste sábado (26).
O fim das negociações ocorreu após a Operação Descarrilho, deflagrada no início deste mês pela Polícia Federal. A operação apura crimes de fraude em procedimentos licitatórios, associação criminosa, corrupção ativa e passiva, peculato e lavagem de capitais que teriam ocorrido durante a escolha do modal do VLT e a execução da obra na capital mato-grossense.
Foram cumpridos 19 mandados, sendo um de condução coercitiva contra o ex-secretário extraordinário da Copa do Mundo (Secopa), Maurício Guimarães, e 18 de busca e apreensão em Mato Grosso, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.
De acordo com a nota, o rompimento não significa que o plano de retomada das obras foi deixado de lado. O governo ainda deve se manifestar sobre o futuro da implantação do VLT. Entre as opções estão uma nova licitação ou uma Parceria Público Privada (PPP).

Montreal