Governo planeja lançar MCMV 3, em agosto, mas novas contratações só devem...
Supermoveis


Macropel

Governo planeja lançar MCMV 3, em agosto, mas novas contratações só devem iniciar em 2016

Fonte:
SHARE

 

O ministro da Cidades, Gilberto Kassab, afirmou que a terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) será lançada neste semestre, possivelmente em agosto. Segundo ele, a meta de contratação de três milhões de unidades até 2018 está mantida, mas a contratação de novas unidades neste ano não está confirmada, pois ainda depende de entendimentos com os ministérios da Fazenda e do Planejamento.

“(O lançamento do MCMV) será neste segundo semestre. Há um esforço bastante grande para que possa ser lançado em agosto”, afirmou, em entrevista para a imprensa na última quinta-feira (2), antes de participar do encerramento do 62º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, em Campinas, interior de São Paulo. “A ideia é até 2018 contratar três milhões de unidades. Vamos definir com a equipe econômica quais são as limitações de cronograma, mas o nosso compromisso está mantido”, completou.

Como o foco do Governo Federal neste momento é a implementação do plano de ajuste fiscal, baseado em corte de custos e aumento da receita, é pouco provável que novas unidades da faixa 1 sejam contratadas neste ano, conforme sinalizou o ministro. “Vai haver um esforço para que tenha contratações (em 2015). É evidente que deverá haver uma integração, uma sinergia com a equipe econômica. Já existe uma determinação do governo para a equipe econômica que viabilize até 2018 as três milhões de contratações”, disse.

A Secretária Nacional da Habitação, Inês Magalhães, mencionou mais cedo, durante mesa-redonda no fórum, que é pouco provável que haja novas contratações em 2015. Caso isso ocorra, será apenas nos últimos meses, de modo que os primeiros desembolsos do governo federal com as obras sejam realizados apenas no início de 2016. “Se tiver contratações, deve ser só no último trimestre”, afirmou.

A secretária explicou também que, a partir deste mês, os pagamentos pelas obras do Minha Casa Minha Vida passarão a ocorrer dentro de um novo cronograma, que será de 30 dias para as construtoras de pequeno porte, 45 dias para as empresas de médio porte e 60 dias para as grandes. Isso valerá apenas para as obras com menos de 70% de execução até julho.

e8fee82a3fe320e4d8d99c97f2e010c4

Montreal