Governo e sociedade civil constroem juntos 1º Plano Estadual da Agricultura Familiar
Fullbanner1



Governo e sociedade civil constroem juntos 1º Plano Estadual da Agricultura Familiar

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

É com imenso orgulho que anunciamos que está na fase final a consolidação do inédito e requisitado “Plano Estadual da Agricultura Familiar (PEAF-MT)”, capitaneado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf), com apoio do Conselho Estadual de desenvolvimento Rural Sustentável, Empaer e as Ong’s Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia e Instituto Centro de Vida.

Sua construção foi iniciada no início da gestão da Seaf em 2015, com a elaboração de workshops, diagnósticos e reuniões com sociedade civil e as principais entidades ligadas ao setor, para coletar números da agricultura familiar e discutir propostas para a construção de um plano estadual.

Otimizar os recursos públicos para que os investimentos na área sejam feitos de forma orientada conforme as reais demandas dos pequenos produtores, sistematizar uma base de dados que pudesse traduzir a realidade das pequenas propriedades de Mato Grosso e dar visibilidade a essa importante pauta responsável por colocar comida de qualidade em nossas mesas, foi o que motivou o Governo de Mato Grosso a debater de forma democrática com sociedade civil, ong’s e pode público. O produto final é o plano discutido e elaborado por quem conhece do assunto!

Ao todo, sete territórios no Estado foram percorridos, por técnicos da Seaf, Intermat, ICV, IPAM e Empaer, realizando eventos com apoio das Prefeituras e câmaras municipais, objetivando debater necessidades, problemáticas, soluções e ao fim elencar as 80 principais propostas com maior adesão do público para serem inseridas no documento final do Peaf.

Várzea Grande, Sorriso, Juína, Guarantã do Norte, Querência, Cáceres e Rondonópolis reuniram mais de 740 participantes nos eventos, com a representação de 91 municípios mato-grossenses. Mais de 5200 km foram percorridos pelos melhores funcionários públicos do assunto em Mato Grosso, dedicados com o futuro do desenvolvimento rural sustentável do Estado.

Os debates foram pontuais e acalorados, por se tratarem de demandas essenciais para o homem do campo como como infra-estrutura rural (logística, água e luz), necessidade de uma assistência técnica mais efetiva, os efeitos do uso de agrotóxicos e a tal regularização fundiária, imprescindível para que pequenos produtores e assentados possam fazer seus financiamentos e investir em suas propriedades.

O que chamou a atenção nos encontros ocorridos durante todo o mês de março, foi a diversidade no público, com a presença de estudantes, indígenas, quilombolas, assentados, cooperados, mulheres rurais, poder público, professores, agrônomos, veterinários, políticos, pesquisadores, todos antenados e dialogando sobre perspectivas de futuro da agricultura familiar no Estado.

O Peaf conta com investimento internacional e está servindo como referência para outros estados brasileiros como, que também pretendem elaborar seus planos estaduais da agricultura familiar de forma democrática, como foi realizado em Mato Grosso.

Assim que finalizado o trabalho, será lançada uma plataforma digital inédita a nível de Brasil com grande volume de dados e informações do plano estadual da agricultura familiar com validade até 2030. Dessa forma, demais entidades e interessados na pauta podem utilizar o material como subsídio de informação oficial do Estado de Mato Grosso, podendo ser atualizado anualmente pela Seaf.

Com a criação deste plano estadual, os municípios foram provocados a criar um plano municipal de apoio a pequena agricultura e Campo Verde saiu na frente, pois realizará no próximo dia 18/4 com apoio do Estado, evento para discutir a política pública.

Com certeza o governador Taques será lembrado na história como o grande governador da agricultura familiar, pois além da criação de uma secretaria exclusiva de atendimento ao pequeno (Seaf), do legado do Fethab 2 com investimento de mais de R$ 30 milhões para os pequenos produtores de Mato Grosso, agora entregará para a sociedade o primeiro Plano Estadual da Agricultura Familiar Mato-grossense, debatido de forma colaborativa e com ampla participação social.