Governo busca padrões internacionais para construção do novo Data Center
Fullbanner1

Fullbanner2


Governo busca padrões internacionais para construção do novo Data Center

Fonte:
SHARE
Foto: Assessoria
O presidente do Cepromat, André Kompatscher, se reuniu na terça-feira (26.01) com representantes da Gartner para tratar do projeto de reestruturação do Cepromat e de construção do novo Data Center do Estado. A empresa atua no ramo de pesquisa e aconselhamento sobre Tecnologia da Informação e é mundialmente reconhecida.
Segundo André Kompatscher, o objetivo é levantar informações acerca das melhores práticas adotadas nas grandes indústrias. “Queremos construir um novo Data Center que seja altamente eficiente, alinhado com as novas tecnologias que estão surgindo e orientado para o futuro. Isso contribuirá muito para o crescimento e modernização do Estado e se refletirá no oferecimento de serviços de melhor qualidade para a população”.
O projeto de construção do novo Data Center prevê criação de um ambiente com infraestrutura adequada para armazenamento e processamento das informações do Estado.
Henrique Cecci, diretor de pesquisa da Gartner e especialista em Data Center, ressaltou a iniciativa do Governo do Estado em buscar padrões internacionais de sucesso e os benefícios que serão gerados com a implantação dessa nova estrutura.
“Um Data Center novo aumentará a capacidade computacional do Estado. Assim, a população será melhor atendida, passando a contar com serviços computacionais mais adequados, modernos, eficientes e seguros. Estamos trazendo para Mato Grosso os padrões mais avançados que observamos no mundo”, explicou.
O atual Data Center do Estado foi construído há mais de 30 anos. “Ao longo do tempo o Data Center foi sendo adaptado, mas agora estamos buscando soluções mais robustas. Estamos preparando o Estado para a implantação do programa Governo Digital, que envolve a disponibilização de aplicativos e serviços estruturantes”, observou o diretor executivo do Cepromat, Evaristo Fava.
Governo Digital
A construção do novo Data Center do Estado faz parte do programa Governo Digital, coordenado pelo Cepromat. O programa é constituído por projetos estratégicos que visam melhorar o desempenho da administração pública, democratizar as informações e disponibilizar serviços de qualidade ao cidadão em qualquer hora, qualquer lugar e através de qualquer dispositivo.
Entre os projetos estratégicos estão o MT Conectado, o MT Cidadão, o novo Portal do Estado e o Observatório de Gestão.
O MT Conectado tem o objetivo de interligar todas as unidades administrativas de Governo nos 141 municípios mato-grossenses por meio de uma rede de dados, voz e imagem.
O MT Cidadão garantirá a disponibilização em um único local dos serviços e informações de Governo por meio de soluções móveis. O novo Portal do Estado também tem o objetivo de facilitar a vida dos cidadãos, disponibilizando em um só local os serviços e informações dos órgãos de Governo através de soluções na web (internet).
Já o Observatório de Gestão reúne os principais indicadores do governo para acompanhamento e auxílio na tomada de decisões.
Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI)
O projeto que altera o nome do Cepromat para Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) e promove mudanças em sua estrutura e competências foi aprovado pela Assembleia Legislativa e aguarda sanção do governador.
Além de transferir algumas de suas atribuições para as Secretarias de Planejamento (Seplan) e Gestão (Seges), o projeto prevê autonomia administrativa para que a empresa implante as alterações estruturais propostas, desde que não impliquem em aumento de despesas em seu quadro de pessoal.
Com a alteração, a Seplan ficará responsável pela gestão das políticas e planejamento de tecnologia de informação do Poder Executivo Estadual, enquanto a Seges fará a gestão das aquisições corporativas de TI.
As alterações são necessárias para a implementação de um sistema integrado, moderno, dinâmico e eficiente de uso de tecnologia para implantação do Governo Digital, envolvendo e-service, transparência e participação social.
Montreal