Governador destaca potencialidades de MT em evento da indústria do algodão
Fullbanner1

Fullbanner2


Governador destaca potencialidades de MT em evento da indústria do algodão

Fonte: Assessoria
SHARE

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, participou na manhã desta sexta-feira (18.08) do 5º Workshop da Qualidade do Algodão, realizado pela Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) e pelo Instituto Mato-grossense do Algodão (Imamt). Na oportunidade, Taques mostrou um vídeo, feito pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), que apresentava números que destacam as potencialidades do estado.

“Somos o maior produtor de algodão do Brasil, e um evento como este, que visa a melhoria de nossos produtos, é muito importante, pois mostra que temos capacidade para conquistar mercados internacionais”, disse Pedro Taques a um público formado por produtores e técnicos de todo o Brasil.

O gesto do Executivo estadual lembrou ainda que MT é o maior produtor de milho e soja e tem o maior rebanho bovino do país, além de ser responsável por 88% da produção nacional de diamantes. “Temos mostrado isso para o mundo, a fim de atrair investimentos.”

Problemas que atrapalham o desenvolvimento do estado como a deficiência logística e a falta de infraestrutura para escoar a produção agropecuária tem sido enfrentados pela atual gestão, como informou Taques. “Já construímos e recuperamos mais de 1,8 mil quilômetros de estradas e queremos construir mais 6 mil km, e temos investido em hidrovias e ferrovias”.

O governador lembrou da instalação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres (216 km a Oeste de Cuiabá), que terá capacidade para abrigar cerca de 230 indústrias, principalmente das áreas de agronegócio e alimentação, como exemplo das ações que o estado tem tomado para atrair investidores.

“A ZPE é algo esperado pela população há 20 anos e que só agora, após muito trabalho, se tornou realidade; este distrito industrial possibilitará a comercialização de mercadorias com isenção fiscal, e a escolha de Cáceres para a construção da zona aduaneira deve-se à localização estratégica, que permite o transporte dos produtos via Oceano Pacífico, pois faze-lo pelos portos de Santos e de Paranaguá, ambos distantes mais de 2 mil km de MT, é custoso e logisticamente inviável.”

Outro exemplo dado pelo governador foi a do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, que tem vocação para se transformar em um HUB (centros de conexão aeroportuárias utilizados por companhias aéreas para transferir passageiros para o destino pretendido), natureza esta compartilhada com o setor têxtil do estado. “Além disso, temos na Sedec uma secretaria que atua como fast tracking, técnica que otimiza os processos dentro do planejamento e reduz os prazos de execução dos projetos, e isto também auxilia o estado a atrair investidores.”

O deputado federal Nilson Leitão, presidente da Frente Parlamentar da Agricultura (FPA), o secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Carlos Avalone e o presidente da Ampa, Alexandre Schenkel, estavam presentes na abertura do evento.

Meio ambiente

Taques ressaltou os avanços da gestão ambiental de Mato Grosso, a partir de iniciativas que tornaram o estado referência nacional na redução de desmatamentos, como ações essenciais para conquistar mercados onde a população se preocupa em consumir produtos originárias em paisagens sustentáveis. “Mato Grosso alcançou o índice de 89% de redução de desmatamentos, e objetivamos criar valores econômicos para a floresta em pé, ou para o desmatamento evitado.”

Outras iniciativas, como a adoção do programa Produzir, Conservar e Incluir (PCI), colocam Mato Grosso à frente de muitos países do mundo. “O estado tem trabalhando para melhorar a gestão ambiental, incentivando ações como a construção de planos de negócio que contemplem a contratação de consultores e elaboração de propostas viáveis de gestão sem ônus ao estado.”

Assim, o estado busca, além da conservação ambiental, tornar espaços naturais e urbanos em fontes de riqueza aos cidadãos, gerando oportunidades de lazer, emprego e renda.

Turismo

O governador de MT salientou que o estado tem potencial para atrair visitantes do mundo inteiro. “Temos três biomas e uma vasta biodiversidade, o que nos torna extremamente competitivos. Temos a Amazônia, o Cerrado, o Pantanal, e é fato que o turismo abre oportunidades para o desenvolvimento não só econômico, mas social, pois é o que melhor faz distribuição de renda em sua cadeia produtiva.”

5º Workshop da Qualidade do Algodão

O evento reúne autoridades, técnicos e produtores para apresentar e debater as novas aplicações do algodão no mundo, focando na tecnologia e inovação. Maria José Orione, diretora de Planejamento Estratégico da Capricórnio Têxtil; Vitor Luiz Rambo Junior, diretor presidente da Incofios; Walter Hamaoka, gerente comercial da Kurashiki do Brasil; Alexander Kurre, da ADM; Rogerio Segura, da Star Colours; Jean Louis Belot, pesquisador e coordenador do Projeto de Qualidade do Algodão do IMAmt e Jean-Luc Chanselme, diretor técnico da Cotimes do Brasil estão entre os participantes.

Montreal