Governador de Mato Grosso assina protocolo pró-ferrovia
Fullbanner1

Fullbanner2


Governador de Mato Grosso assina protocolo pró-ferrovia

Fonte:
SHARE

Após a assinatura para fortalecer a construção da Ferrovia Transoceânica, a comitiva de chineses se reúne hoje com o governo estadual

378b95d2ac616f313878e1f8e088f882

 

Chega hoje a Mato Grosso a Missão Chinesa que tenta viabilizar a construção da Ferrovia Transoceânica, um investimento da ordem de U$S 30 bilhões, que é essencial tanto para o Brasil e o agronegócio como para a China, que deseja fazer o inverso, levar produtos agropecuários e trazer componentes eletroeletrônicos.

“Tenho certeza que estamos dando um passo enorme para potencializar ainda mais Mato Grosso e o Brasil”, explicou o governador Pedro Taques (PDT), sinalizando que a Ferrovia Transoceânica vai permitir o desenvolvimento mais acelerado de todo o Estado, com geração de muito emprego e muita renda.

A missão passou pelos países andinos, Chile e Peru entrando pelo Acre, indo para Rondônia, onde o governador Pedro Taques (PDT), assinou protocolo de intenções em prol da Ferrovia Transoceânica, documento também referendado pelos governadores Confúcio Moura (RO) e Tião Viana (AC).

Hoje a missão chega a Mato Grosso em Comodoro e almoça na Fazenda Itamarati, hoje arrendada pelo Grupo Bom Futuro do empresário Erai Maggi, que é o maior produtor de soja individual do mundo.

“Vamos demonstrar o potencial de Mato Grosso já explorado e que podemos ampliar ainda mais, sendo que a comercialização em larga escala vai naturalmente levar a industrialização que é tão sonhado nível de desenvolvimento de nosso Estado”, disse o empresário Erai Maggi que acompanha a Comitiva Chinesa e de autoridades públicas em parte da viagem, principalmente em Mato Grosso.

O protocolo assinado pelo governador Pedro Taques prevê que os três governadores vão buscar condições de cooperação entre si, reunindo informações técnicas e esforços políticos em prol da efetivação da parceria Sino-Brasileira no que tange a infraestrutura ferroviária e projetos complementares.

“Viabilidade todos nós sabemos que existe só que para ela se tornar realidade, temos que neste momento envidar esforços no sentido de tirar esses investimentos internacionais do papel”, frisou o chefe do Executivo de Mato Grosso que está sendo acompanhado pelo vice-governador, Carlos Fávaro.

O texto destaca que a colaboração ocorrerá em base de igualdade e de proveito recíproco, de acordo com as possibilidades disponíveis, sendo sempre operacionalizada mediante prévio e adequado instrumento jurídico que será firmado entre as partes.

O protocolo de intenções assinado pelo governador não implica transferência de recursos financeiros entre os Estados, determinando-se que os ônus decorrentes de ações específicas são de responsabilidade dos respectivos partícipes.

O documento ressalta a parceria estratégica entre os dois países e os 35 acordos assinados pela presidente Dilma Rousseff e o primeiro-ministro da China, Li Keqiang, no último dia 19 de maio. Sendo que um deles prevê o estudo de viabilidade de implantação da Ferrovia Transoceânica.

A cerimônia de assinatura contou com a presença do embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, e um grupo de 23 empresários chineses.

Marcos Lemos, Diário de Cuiabá
Montreal