Ginecomastia: cirurgia plástica reduz mamas nos homens
Supermoveis

Fullbanner2


Ginecomastia: cirurgia plástica reduz mamas nos homens

Fonte:
SHARE

O aumento de mamas nos homens que causa desconforte estético na adolescência ou em adultos após o uso de alguns medicamentos é mais comum do que se pensa e pode ser solucionado por cirurgia plástica.

O nome desse aumento é Ginecomastia e acontece por acúmulo de gordura nas mamas e ou aumento da glândula mamária por desequilíbrio hormonal. No caso de adultos, o aumento pode ser causado pelo uso de medicamentos, problemas no fígado e de algumas drogas como maconha e heroína.

Seja qual for a causa, a cirurgia é indicada. No caso dos adolescentes, o cirurgião plástico faz uma avaliação hormonal e em alguns casos se há desequilíbrio é recomendado o caso para o endocrinologista fazer um tratamento, visto que é comum a produção do estrógeno, hormônio feminino no início da puberdade em meninos, que pode ser uma das causas do aumento da glândula mamária.

No caso de adultos, quando o aumento é pelo uso de medicação ou drogas a recomendação é a retirada da glândula mamária inteira.

Também pode ser gordura e nesses casos é feito uma lipoaspiração nos peitos e algumas vezes nem é necessário retirar a glândula mamária.

Após os exames pré-cirúrgicos de sangue, ultrasom de mamas e cardíacos para avaliar as condições de saúde do paciente, a cirurgia é feita com anestesia e sedação.

A alta costuma acontecer no mesmo dia, com alguns cuidados, como evitar levantar muito os braços e carregar pesos para que a cicatrização seja rápida e sem hematomas. É recomendado o uso de um colete elástico por 30 dias. Exercícios físicos podem ser retomados em 30 dias e o fumo deve ser evitado por 15 dias para uma cicatrização melhor.

Em alguns casos o cirurgião plástico pode indicar antibióticos e anti-inflamatórios no pós-operatório.

E não esquecer de verificar se o cirurgião plástico possui registro no Conselho Federal de Medicina (CFM) e se tem Registro de Qualificação de Especialização(RQE) e ainda se faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplast. CRM 4385 e RQE 1266.

Montreal