Gilmar “bom coração” Mendes
Supermoveis



Gilmar “bom coração” Mendes

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Ministro defende privada privativa a Lula e critica, citando justiça divina, a prisão de Paulo Maluf. Foto - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Talvez o mais polêmico entre os 11 ministros atuais do Supremo Tribunal Federal – STF, certamente o mais odiado por boa parte da população, tanto de esquerda como de direita, Gilmar Mendes tem abordado, nos últimos momentos, a prisão de presos políticos com um olhar de piedade e misericordia que vêm chamando a atenção de todos.

Mendes comentou em tom de revolta sobre as críticas feitas por muitos brasileiros pelo fato da cela do ex-presidente Lula (PT), em Curitiba, na sede da Polícia Federal, ter uma banheiro específico. “Gente, onde que nós estamos com a cabeça? Aonde foi a nossa sensibilidade? (…) É preciso denunciar, combater o crime, sim, punir, sim, mas em respeito à dignidade da pessoa humana”, pontuou Gilmar.

O ministro ainda cutucou até teóricos do direito de plantão, inclusive colegas de judiciário, que falam de direitos humanos e criticaram as “regalias” do petista. ““Ah, ‘aborto é direitos humanos’. Isso é coisa (de direitos humanos). Ter um banheiro, uma privada”, esbravejou Mendes, que ainda citou o caso do deputado afastado e ex-prefeito , Paulo Maluf (PP).

“Quem fala em direitos humanos e decreta prisão de quem tem 80 e 90 anos, se existe céu e existe Deus, vai ter que ajustar as contas”, afirmou o polêmico ministro, em claro ataque a Edson Fachin, que foi o relator da ação penal que enquadrou Maluf, de 86 anos. O ex-prefeito de São Paulo agora cumpre prisão domiciliar graças a uma intervenção do ministro Dias Toffoli.