General Carneiro recebe a etapa final do Festival Mato-grossense de Quadrilhas
Supermoveis

Fullbanner2


General Carneiro recebe a etapa final do Festival Mato-grossense de Quadrilhas

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

O município de General Carneiro se prepara para receber a final do Festival de Quadrilhas do Araguaia (Festrilha) 2017, que acontece de hoje (30/06) a domingo (02/07). Os 16 grupos finalistas se apresentam na Escola Estadual dr. João Ponce de Arruda. A programação conta também com shows de artistas regionais. A entrada é gratuita. O Festrilha 2017 é um evento da Federação Mato-grossense de Quadrilhas e tem na Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT) a principal apoiadora.

Depois de quatro etapas classificatórias, com a participação de 24 grupos de 17 cidades diferentes, os finalistas que disputam os cinco primeiros lugares são: Império Junino (Rondonópolis), Beija Flor (Confresa), Coração Caipira (Porto Alegre do Norte), Balânce do Cerrado (Nova Xavantina), Os Matutos do Xingu (Santa Cruz do Xingu), Caipiras Unidos (Rondonópolis), Amor Caipira (Alto Boa Vista), Brilho Junino (Barra do Garças), Flor do Sertão (Porto Alegre do Norte), Os de Fora (Tangará da Serra), Lumiar da Paixão (Ribeirão Cascalheira), Pavio de Candieiro (Rondonópolis), Bom Jarraiá (Bom Jesus do Araguaia), Abalantes do Sertão (Barra do Garças), Flor do Mamulengo (General Carneiro) e Explosão Caipira (São Félix do Araguaia).

“Ser campeão não é fácil e, a cada ano, o Festrilha fica mais competitivo”, disse Carlos Vaz, presidente e coreógrafo da atual campeã, Império Junino. “As quadrilhas estão cada vez melhores, ou seja, cada vez fica mais difícil se destacar por conta da qualidade de todas as equipes, mas estamos confiantes”.

Para Marta Negrão, presidente da Federação Mato-grossense de Quadrilhas, a valorização da riqueza cultural do interior do estado é inestimável. “O investimento do Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, fez com que os grupos e artistas fossem reconhecidos. É a nossa cultura sendo expandida país afora”.

Realizado há quase duas décadas, o Festrilha começou em Serra Nova Dourada e hoje já faz parte do calendário cultural de Mato Grosso. Além de manter viva uma tradição enraizada nas comunidades, a competição de quadrilhas em municípios diversos movimenta setores importantes para a economia, como o turismo e o comércio. Entre os objetivos do evento, está manter viva a cultura junina e fazer com que ela sobreviva por gerações.

A edição de 2017 começou em Rondonópolis, seguiu para Araguaiana, Porto Alegre do Norte e Bom Jesus do Araguaia. Em cada etapa foram classificados quatro grupos que agora disputam a final. Os prêmios chegam a R$ 49 mil sendo R$ 19 mil para o primeiro lugar, R$ 14 mil para o segundo, R$ 9 mil para o terceiro, R$ 5 mil ao quarto lugar e R$ 2 mil para o quinto colocado.

O grande vencedor vai representar Mato Grosso no Concurso Nacional de Quadrilhas Juninas, que acontece nos dias 22 e 23 de julho em Palmas (TO). O evento reúne equipes de vários estados que concorrem a R$ 70 mil em prêmios.

Programação

27 e 28 de maio – Rondónopolis

02 e 03 de junho – Araguaiana

08 a 10 de junho – Porto Alegre do Norte

16 e 17 de junho – Bom Jesus do Araguaia

30 de junho a 02 de julho (grande final): General Carneiro

Montreal