Gari tem perna amputada após ser ‘prensado’ por motorista embriagada em Jeep...
Adventista

Fullbanner1


Gari tem perna amputada após ser ‘prensado’ por motorista embriagada em Jeep Renegade

Fonte: Da redação com Olhar direto.
SHARE
Foto Reprodução Olhar direto.

Uma mulher identificada como Luiza Siqueira de Farias, de 68 anos, atropelou um funcionário da empresa que presta serviços de coleta de lixo para a Prefeitura de Cuiabá, na madrugada desta terça-feira (20), na Avenida Getúlio Vargas. A vítima, Darliney Silva Madaleno, trabalhava no momento em que foi esmagado entre o veículo da mulher, um Jeep Renegade, e o caminhão da coleta. De acordo com informações da Polícia Civil, Luiza dirigia com uma taxa de 0,66 mg de álcool por litro de ar expelido, ou seja, duas vezes a mais do que o permitido pela lei. A vítima terá de amputar uma das pernas.

As causas da ocorrência ainda serão apuradas, mas imagens do momento do acidente mostram Luiza Siqueira completamente embriagada. Em um dos vídeos ao qual a reportagem teve acesso, a mulher está desorientada e não sabe sequer explicar quem ela é e onde se encontra. O Olhar Direto optou por não divulgar as gravações para preservar a vítima, devido à gravidade das cenas.

Segundo informações da empresa em que Darliney trabalha, a equipe médica que o atendeu afirmou que será necessária a amputação de sua perna esquerda, que foi esmagada entre o carro de Luiza Siqueira e o caminhão da coleta de lixo onde ele trabalhava. Testemunhas relataram que o gari agonizava muito, enquanto a mulher permaneceu sentada dentro do Jeep Renegade.

Conforme a Polícia Civil, no momento do acidente o caminhão da coleta de lixo estava parado na faixa esquerda da via, na Avenida Getúlio Vargas. Luiza Siqueira conduzia seu veículo pela faixa central, quando atingiu a traseira do caminhão, na lateral direita, onde Darliney estava.

Luiza Siqueira foi submetida ao teste do bafômetro, que constatou o índice de 0,66 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

O caso foi registrado pela Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), da Polícia Judiciária Civil. Luiza Siqueira foi encaminhada para a Central de Flagrantes, atualmente localizada no Cisc Verdão, onde foi apresentada ao delegado plantonista.

Não foi informado se foi arbitrada fiança. A vítima segue internada no Pronto-Socorro de Cuiabá em estado grave.