Galeria Silva Freire recebe 50 anos da arte de Amâncio
Fullbanner1

Fullbanner2


Galeria Silva Freire recebe 50 anos da arte de Amâncio

Fonte: Oab - MT
SHARE

    Em comemoração aos 84 anos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), o artista plástico Amâncio Ribeiro, radicado em Cuiabá desde 2000, quando retornou do exílio, expõe seus trabalhos realizados ao longo dos últimos 50 anos na galeria Silva Freire.

    No saguão da “Casa da Democracia”, a exposição recebe pela primeira vez a tela “173 Dias de Corrupção”. A obra que retrata alguns dos mais recentes escândalos políticos brasileiros foi composta ao longo de 173 dias com base em 154 reportagens publicadas pela revista Veja.

    “Isso aqui é corrupção, roubalheira”, afirmou ao explicar sua obra. A tela se junta a outras pintadas na época da ditadura que, inclusive, o levaram a ser exilado do país. “Quando eu pintei contra os militares – e por isso me expulsaram -, pintava o que eles faziam de errado. Hoje eu pintei o que a democracia faz de errado”, disse.

    Em que pese não temer mais o exílio, Amâncio relata que chegou a ser ameaçado enquanto pintava “173 Dias de Corrupção”. De acordo com o artista, dois homens armados entraram em seu ateliê, o ameaçaram e até arranharam a tela com o cano da arma no intuito de demovê-lo da ideia.

    “Tratei de ter esse quadro um pouco guardado porque ele fere 99,9% dos políticos brasileiros. Aí pensei: a qualquer momento pode entrar um louco aqui e rasgar”, contou Amâncio.

    Apesar de ser exposta pela primeira vez, a obra já rendeu mais de 40 mil visualizações na internet, conforme conta o artista plástico. A coragem para trazer a tela ao grande público partiu justamente do pleito de amigos advogados e do intuito de levar sua obra para um local onde as pessoas consigam interpretá-la.

    Agora, todos os cuiabanos podem conferir de perto esta e mais cerca de 60 telas do artista que já foram expostas em diversos países. Amâncio garante que aqueles que comparecerem à exposição irão encontrar muita história documentada.
Além de escândalos políticos, os quadros tiveram como fonte de inspiração letras de tango, livros e episódios como a rebelião ocorrida no presídio do Carumbé, na Capital, no ano de 2007.

    Mais que apreciar a arte de Amâncio, os frequentadores da Galeria Silva Freire, no saguão da OAB-MT, poderão ver ao vivo o trabalho do artista que, durante a exposição, se dedicará a pintura de um novo quadro.

    A exposição é aberta ao publico de segunda a sexta, das 9h às 17h30, com entrada gratuita.

Assessoria de Imprensa OABMT
imprensaoabmt@gmail.com
(65) 3613-0928/0929
www.twitter.com.br/oabmt
www.facebook.com.br/oabmatogrosso

Montreal