Fundação André e Lucia Maggi divulga resultados de sua atuação em 2017
Adventista



Fundação André e Lucia Maggi divulga resultados de sua atuação em 2017

Fonte: Assessoria.
SHARE

Transparência nas ações é fundamental, por isso a Fundação André e Lucia Maggi (FALM) divulga o Relatório de Atividades 2017, que apresenta todas as ações desenvolvidas ao longo do ano e sua prestação de contas financeiras. Para conferir o relatório, acesse www.fundacaoandreeluciamaggi.org.br.

A instituição contribui para o desenvolvimento das comunidades onde a AMAGGI atua. Por meio de sua atuação, busca capacitar pessoas e fortalecer a atuação de outras organizações sociais e lideranças locais para atingirem seus objetivos, visando ao desenvolvimento local.

Resultados
O ano de 2017 marcou os 20 anos da Fundação André e Lucia Maggi e a ampliação do número de estados e municípios com atuação, passando de 20 municípios de quatro estados, em 2016, para 28 municípios em sete estados, em 2017. Foram investidos aproximadamente R$ 5,6 milhões em suas ações e projetos.

Ao todo, foram 49 organizações sociais capacitadas para melhorarem sua gestão, por meio do Projeto Transformar. Já a segunda edição do Prêmio Fundação André e Lucia Maggi reconheceu e premiou sete organizações sociais por sua atuação junto à comunidade.

Por meio do Projeto Casa Maggica Rondonópolis, a FALM ampliou o trabalho e a parceria articulada em rede com as escolas públicas e instâncias de controle e proteção social. Também aumentou em 9% o atendimento ao público com alta vulnerabilidade social em relação aos anos anteriores do projeto. Em Itacoatiara (AM), o Projeto Centro Cultural Velha Serpa contou com a participação de mais de cinco mil pessoas em atividades de disseminação, promoção, valorização da arte, cultura e educação, que tem como foco serem instrumentos para o fortalecimento da cidadania.

Além disso, o ano de 2017 marcou o início da segunda revisão estratégica da organização, que traça o planejamento da atuação até o ano de 2025 e cujo resultado será apresentado em breve. “Este é um movimento importante para o crescimento e perenidade da nossa atuação, mantendo o alinhamento ao propósito de contribuir com o desenvolvimento local e humano das comunidades onde estamos”, frisa a gerente de Investimento Social da Fundação André e Lucia Maggi, Aletéa Rufino.

 

GRI
Esta edição do relatório segue as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI) – versão Standards, incluindo as diretrizes do suplemento setorial para ONGs. Outro aspecto adotado foi a identificação das ações da instituição relacionadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), como forma de demonstrar aos parceiros como a FALM está trabalhando para atingir os ODS junto às localidades onde atua.

Sobre a Fundação André e Lucia Maggi

 A Fundação André e Lucia Maggi (FALM) é a instituição responsável pela gestão do Investimento Social Privado da AMAGGI nos municípios onde a empresa está presente. Sua atuação está voltada para o desenvolvimento local, o engajamento e a capacitação de lideranças e instituições sociais, e o desenvolvimento de cidadãos por meio da arte-educação. Acompanhe a FALM pelo site, pelo Facebook e Youtube.