Funcionária do Incra é presa em Brasília por corrupção
Fullbanner1

Fullbanner2


Funcionária do Incra é presa em Brasília por corrupção

Fonte: Chico Oliveira
SHARE
Vídeo da PF mostra prisão da funcionária do Incra que aceitava propina. Foto: reprodução.

A prisão em flagrante de uma funcionária do Incra – realizada pela Polícia Federal em Brasília na semana passada – caiu nas redes sociais em forma de vídeo e viralizou.

O modus operandi da servidora nos faz refletir sobre possíveis esquemas semelhantes espalhados pelos municípios de Mato Grosso. Não é de hoje que são levantadas suspeitas sobre funcionários de carreira que recebem propina de políticos ligados a movimentos de luta por terra para facilitarem a conclusão dos processos.

Esses políticos têm interesse em beneficiar determinados grupos organizados em troca de votos. Quem mais sofre com esse tipo de esquema são agrupamentos menores como lavradores e pequenos produtores rurais, que demoram anos para conseguir um diminuto pedaço de chão para viverem do que plantam… ou esperam tanto até serem, eles mesmos, plantados na terra.

Pra sintetizar a dor desse povo desapadrinhado, só mesmo aquela do Chico Buarque:

“É uma cova grande pra tua carne pouca
Mas a terra dada, não se abre a boca
É a conta menor que tiraste em vida
É a parte que te cabe deste latifúndio
É a terra que querias ver dividida
Estarás mais ancho que estavas no mundo
Mas a terra dada, não se abre a boca”.

Pra quem não viu, a prisão da funcionária do Incra:

Montreal