Fulô deve ser empossado em setembro
Fullbanner1



Fulô deve ser empossado em setembro

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - Assessoria

O suplente de vereador Loursivaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB) será o terceiro suplente a assumir uma cadeira na Câmara de Rondonópolis nesta atual legislatura. O suplente, inclusive deverá ser empossado na primeira semana de setembro. Antes de Fulô, já assumiram a cadeira de suplente na Câmara, Reginaldo Santos (PPS) e Gudo (PSL). O primeiro substituiu Thiago Muniz no ano passado e atualmente está na vaga  Thiago Silva (MDB) e o segundo assumiu temporariamente o posto do vereador João Mototaxi ,no primeiro semestre deste ano.

O motivo de Fulô voltar à Câmara é que Thiago Muniz (PDT) deve entrar com pedido de licença pelo  período de 60 dias para resolver assuntos de ordem pessoal. Muniz é um dos principais líderes do grupo que faz oposição na Câmara ao prefeito Zé Carlos do Pátio (SD).

Fulô é o segundo suplente da frente que elegeu Muniz e será chamado para assumir a cadeira, em razão do primeiro suplente, Reginaldo Santos (PPS) estar no posto de vereador, em razão do também pedido de licença do parlamentar Thiago Silva (MDB), que é pré-candidato a deputado estadual e preferiu se licenciar em razão das atividades de campanha.

Considerado polêmico e sem papas na língua, Fulô deve manter o mesmo estilo e como tem perfil de oposição deve também ser severo com o prefeito Zé do Pátio.

Fulo  tem seis mandatos seguidos, um recorde na Câmara de Rondonópolis.  Ele foi eleito pela primeira vez em 1992 e ficou como vereador até 2016.  O suplente, em duas oportunidades, foi presidente do Legislativo rondonopolitano. Ele, no entanto,  foi derrotado nas eleições do ano retrasado e ficou com a segunda suplência.

Atualmente, Fulô é o Secretário de Serviços Legislativos da Câmara de Rondonópolis, indicado pelo MDB. No entanto, passa assumir uma cadeira na Câmara, o suplente vai pedir exoneração do cargo.  A principio ele não queria deixar o cargo para voltar a ser vereador, mas no começo desta semana, aceitou a proposta para voltar a Legislar.