FORÇA-TAREFA: Coder reforça equipes para recuperar estragos da chuva
Supermoveis

Fullbanner2


FORÇA-TAREFA: Coder reforça equipes para recuperar estragos da chuva

Fonte:
SHARE
Fotomontagem / Assessoria

Redação / Assessoria

A Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis – Coder montou uma operação especial para recuperar os estragos causados pela chuva nos últimos dias. Equipes da empresa ajudaram na retirada de moradores ribeirinhos no Jardim Paulista, sob risco de enchente do córrego Arareau, e estão atuando nas vias que tiveram estragos mais severos. O presidente, Rodrigo da Zaeli, já determinou o prolongamento da jornada de trabalho e disse que a Coder está de plantão para atender os casos mais urgentes.

“Trabalhamos durante todo o final de semana e estamos estendendo a jornada para agilizar o serviço.  O prefeito Percival Muniz pediu que déssemos prioridade máxima a essa situação e estamos fazendo isso. Porém há muitos problemas e contamos com a colaboração e paciência de todos para superarmos esse momento de dificuldade”, explicou.

Na segunda-feira (30) a Coder iniciou a construção de uma valeta para desviar parte da água da chuva que invade e já ameaça casas no condomínio Terra Nova. É uma medida paliativa, já que a solução do problema depende da construção de um sistema de escoamento no local.

A empresa também está trabalhando nas ruas principais do Residencial Sítio Farias, no parque Sagrada Família e no Buritis. Outra frente de trabalho está recuperando os estragos na rua Poguba – que também foi bastante atingida.

Na cabeceira da ponte sobre o Rio Arareau na Pedro Ferrer o trabalho será iniciado assim que o nível do rio baixar. Já a recuperação da avenida Dom Wunibaldo e também da rua José Barriga (próximo a ponte) acontecerá após os reparos nas redes de esgoto e de águas pluviais. “Assim que o Sanear concluir o serviço, iniciaremos o trabalho para fechar os buracos e refazer o pavimento”, disse o diretor técnico da Coder, Frederico Fortaleza.

A equipe também aguarda a conclusão de um projeto da Secretaria Municipal de Infraestrutura para iniciar o trabalho na avenida Presidente Kenedy, na Vila São Francisco. Lá a tubulação subterrânea rompeu e engoliu a maior parte da pista. O local está sinalizado e a orientação é para que os condutores redobrem os cuidados aos passarem por lá.

PROBLEMAS

Ao mesmo tempo em que multiplicou e agravou os problemas, a chuva também tem atrasado as ações visando a reparação dos danos.  Na cascalheira utilizada pela Coder formaram-se vários atoleiros, que dificultam a passagem dos caminhões. Além disso, o cascalho molhado não pode ser utilizado na recuperação de vias pavimentadas, o que é uma complicação extra na execução do serviço.

Apesar dos problemas, a direção da empresa reitera que está empenhada para atender as demandas o mais rápido possível. A Coder também informa que, paralelo a estas ações, está dando continuidade aos serviços de limpeza pública, tapa-buracos e recuperação de pontes.

 

Montreal