FOMENTO LOCAL- Prefeitura quer fornecedores do Município
Fullbanner1


Macropel

FOMENTO LOCAL- Prefeitura quer fornecedores do Município

Fonte:
SHARE

Assessoria Prefeitura PVA

 

“Nós queremos comprar de quem está gerando renda e emprego em nosso município, precisamos que o dinheiro circule aqui.” – com esta frase o prefeito Érico Piana, iniciou na manhã de segunda-feira (20), uma reunião com supermercadistas de Primavera do Leste.

O encontro aconteceu na Associação Comercial e Empresarial de Primavera do Leste – (Aciple), em pauta estava a participação dos supermercadistas da cidade nos processos licitatórios da Prefeitura.

“Atualmente a Prefeitura Municipal é a maior compradora e geradora de empregos, girando por mês cerca de 4 milhões de reais em  compras, e injetando no mercado local cerca de 15 milhões de reais por mês,” –  destacou o prefeito durante a reunião que contou com a presença da secretária de Fazenda Clair Guariento e também a secretária de Administração Janaine Ottonelli, que explicaram aos presentes como funciona todo processo de licitação, incentivando os empresários a participarem.

“Nós precisamos comprar no mercado local, assim conseguimos fomentar nossa economia e para isso precisamos que os empresários locais participem das licitações, estamos com todos os pagamentos em dia, pois, após a folha de pagamento de nossos funcionários priorizamos nossos fornecedores.” -destacou Clair Guariento.

“Muitos empresários locais não participam das licitações em nosso município, muitas vezes por desconhecer o processo, mas a Secretaria de Administração vem desenvolvendo um trabalho de divulgação criamos uma cartinha explicativa, alem de ligar para as empresas a cada abertura de processo de licitação,” – salientou Janaine Ottonelli.

Na licitação, alguns procedimentos devem ser observados, dentre eles está o dever de pesquisar os preços correntes no mercado. Essa norma encontra fundamento na Lei 8.666/93, em seu artigo 43, inc. IV. Para que a pesquisa de preços seja comprovada, a orientação é no sentido de que sejam obtidos ao menos 3 (três) orçamentos de fornecedores distintos. Atualmente a dificuldade da prefeitura municipal está em conseguir os três orçamentos.

“Muitas vezes uma empresa de fora ganha uma licitação e passa a atender a prefeitura, porque nenhuma empresa local participou do processo, hoje temos a Lei complementar 123/2006 que em seu art. 48 §3º, estabelecendo a prioridade de contratação até o limite de 10% do melhor preço, Estatuto Nacional da Micro e Pequena Empresa. Que vem sendo estudada a aplicação na prefeitura municipal, e aguarda manifestação do Tribunal de contas para aplicação”. Explicou a secretária de administração.

Para o presidente da Aciple, João Luiz Krunger, a participação dos comerciantes locais é essencial, “Nós como associação incentivamos a participação dos comerciantes e empresários, afinal precisamos que nosso dinheiro circule dentro do município,” – finalizou o presidente.

Montreal