Famílias, palmeirense com Raí e Sidão assediado: São Paulo volta ao Brasil
Supermoveis

Gov

Adventista

Famílias, palmeirense com Raí e Sidão assediado: São Paulo volta ao Brasil

Fonte: Marcelo Hazan
SHARE

O desembarque da delegação do São Paulo na noite desta segunda-feira, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, deixou uma coisa clara: Sidão está em alta com a torcida. O goleiro pegou quatro pênaltis no Torneio da Flórida, título conquistado com vitória sobre o rival Corinthians, no sábado passado, e foi o principal alvo das fotos.

Depois da viagem de Orlando até São Paulo, com escala no Panamá, o atleta de 34 anos atendeu a todos os pedidos. E mostrou bom humor ao brincar com uma torcedora que aproximou demais a câmera do seu rosto.

– Muito perto, moça, estou muito feio – disse, arrancando risos dos torcedores.

Questionado sobre o assédio dos torcedores tricolores no desembarque, Sidão não escondeu a felicidade.

– Agora é conviver com isso aí. É bom demais.

Além da recepção dos torcedores, Luiz Araújo e Lucas Fernandes tiveram um privilégio no retorno ao Brasil, depois de 18 dias de pré-temporada nos Estados Unidos: a dupla foi saudada pelos familiares. Edson, Cristina e Ezequiel (pai, mãe e irmão mais novo de Araújo, respectivamente), além de Francisco (pai de Lucas), foram ao aeroporto.

Araújo foi titular nos dois jogos, contra River Plate (semifinal) e Corinthians (final). O atleta, inclusive, é alvo de proposta do Lille, da França, de aproximadamente R$ 20 milhões. O Tricolor recusou a investida, e o técnico Rogério Ceni disse no Estados Unidos que gostaria de contar com o atacante.

Lucas Fernandes, por sua vez, está em fase final de recuperação de cirurgias no ombro e joelho. A previsão é de que ele esteja totalmente liberado depois da metade de fevereiro. Os familiares do atacante e do meia se conhecem desde quando eles estavam na base, em Cotia.

Além dos são-paulinos, um torcedor do Palmeiras que estava no local por coincidência também aproveitou o desembarque para tirar fotos e registrou uma imagem com Raí. O ídolo do Tricolor acompanhou a equipe durante o Torneio da Flórida.

A delegação do São Paulo retornou ao Brasil dividida em três grupos: o primeiro, com os jogadores e outros funcionários, chegou por volta de 21h25 (de Brasília). Eles saíram de Orlando por volta de 6h50 (9h50 de Brasília), fizeram uma escala no Panamá e pousaram no Brasil 20 minutos antes da previsão inicial. Somente Lugano e Cícero não retornaram com o grupo, pois vão retornar por conta própria.

O segundo grupo, com o técnico Rogério Ceni e de outros funcionários, desembarca nas primeiras horas desta terça-feira, e o último chega ao Brasil no fim da madrugada.

Agora, o elenco ganha folga nesta terça-feira e retorna aos trabalhos no CT da Barra Funda na tarde de quarta-feira.

A estreia no Paulistão será contra o Audax, no dia 5 de fevereiro, na Arena Barueri, partida que parte da torcida promete boicotar por conta do valor dos ingressos. Antes, no próximo domingo, o Tricolor faz um jogo-treino contra o Columbus Crew, dos Estados Unidos.