Fagundes quer petista na vice
Supermoveis



Fagundes quer petista na vice

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Republicano e petista podem fechar chapa. Foto - Arquivo

O ex-vereador de Cuiabá e médico da rede pública desde 1998, Lúdio Cabral (PT), foi convidado a ser o vice de Wellington Fagundes (PR), senador que é pré-candidato a governador de Mato Grosso. O nome do petista é vontade do próprio republicano, que vê Lúdio agregando muito à chapa majoritária pelo perfil e pela liderança que exerce na capital do estado. O fechamento seria uma maneira também de garantir a presença do PT, que é o partido que individualmente agrega o maior tempo de TV no país em virtude de sua grande bancada atualmente na Câmara Federal.

Lúdio, porém, já tem a pré-candidatura ao cargo de deputado estadual posta e tem trabalho em cima disso. no contexto prático em relação aos adversários, porém, ele teria experiência na disputa, já que concorreu contra Mauro Mendes (DEM) pela Prefeitura de Cuiabá, em 2012, e contra Pedro Taques (PSDB), em 2014, em busca do Governo do Estado. Mesmo tendo perdido nas duas oportunidades, seu nome saiu fortalecido em Mato Grosso e o que ficou claro é que o desgaste nacional da imagem do seu partido foi o principal problema. Em 2016, por problemas pessoais, acabou não concorrendo nas eleições municipais.

Ao lado do PP, PCdoB e PTB, o PT é o maior aliado do PR de Fagundes para o pleito de 2018. O candidato também tem o apoio de diversos partidos menores como a frentinha encabeçada pelo senador José Medeiros (Pode), onde está o próprio Podemos do congressista, Pros, PMN, PRP, Avante e Democracia Cristã. Medeiros, inclusive, já é um dos apontados para ocupar uma das vagas para a disputa do Senado Federal na chapa.