Fabris e mais um saem por 125 dias e suplentes assumem na...
Supermoveis

Fullbanner2


Fabris e mais um saem por 125 dias e suplentes assumem na ALMT

Gilmar Fabris (PSD) e José Eduardo Botelho (PSB) dão lugar a Meraldo Sá (PSD) e Adriano Silva (PP).

Fonte:
SHARE

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa oficializou nesta terça-feira (5) a licença pelo período de 125 dias dos deputados estaduais Gilmar Fabris (PSD) e José Eduardo Botelho (PSB).

No período, as vagas serão ocupadas, respectivamente, pelo ex-prefeito de Acorizal, Meraldo Sá (PSD), e pelo ex-reitor da Unemat (Universidade Estadual de Mato Grosso), Adriano Silva (PP).

Conforme publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) que circula nesta terça-feira (5), ambas as licenças são feitas para tratar de assuntos particulares e passam a contar a partir do dia da publicação.

Nas últimas sessões ordinárias da Assembleia Legislativa em dezembro de 2015, Fabris e Botelho defenderam publicamente ceder quatro meses de mandato aos suplentes com o intuito de fortalecer os partidos aos quais são filiados bem como contemplar correligionários que auxiliaram a somar votos na campanha eleitoral de 2014.

No período em que permanecem afastados, os parlamentares recebem normalmente o salário de R$ 25 mil. O único benefício que fica suspenso é a verba indenizatória que está relacionada ao exercício das atividades de parlamentar.

Outros deputados estaduais planejam sair de licença ainda este ano. A tendência é que o rodízio se intensifique com a proximidade das eleições municipais.

Por FolhaMax

Montreal