Fabio Garcia aponta o turismo como instrumento de desenvolvimento da região Oeste
Fullbanner1

Fullbanner2


Fabio Garcia aponta o turismo como instrumento de desenvolvimento da região Oeste

Fonte:
SHARE
Foto: Assessoria

Da assessoria

Membro da Comissão Permanente de Turismo da Câmara, o deputado Federal Fabio Garcia defendeu a criação e implantação de um programa de fomento às potencialidades turísticas da região Oeste de Mato Grosso.

O alerta foi feito em Cáceres — durante encontro realizado com prefeitos da região — ocasião em que o deputado acompanhava a comitiva do governador Pedro Taques. Na cidade, eles ainda se reuniram com profissionais da Saúde e da Educação.

“Não dá para fazer turismo somente com discurso; apenas falando que temos potencial. De fato, temos que promover um grande programa de investimentos em infraestrutura e pessoas e dotar os municípios de recursos  para que possam receber bem o turista — e, a partir de então, promover o desenvolvimento econômico regional”, falou.

O parlamentar mato-grossense alertou ainda que, ao longo do tempo, a região de Cáceres vem perdendo sua capacidade em investir, por conta da ausência do Poder Público e da fragilidade enfrentada por algumas cadeias econômicas. Fabio acredita que ao priorizar os recursos, o turismo se tornará primordial fonte de geração de emprego e renda da região.

“Trata-se de uma região de relevante importância cultural e histórica e que abriga uma das belezas naturais mais valorizadas do mundo, que é o pantanal. Contudo, precisa melhorar muito sua estrutura para receber um grande volume de turistas. É inquestionável a necessidade de se investir no setor turístico dessa região”, afirmou.

Além do Pantanal, o Sudoeste possui diversos atrativos para o turista como o Circuito das Águas; a caverna Jabuti em Curvelândia; as quedas d´águas de Salto do Céu; e a Dança do Congo de Vila Bela da Santíssima Trindade; entre tantos outros.

Porém, na contramão das belezas que a natureza oferece está a falta de investimento. A chefe do Parque da Caverna do Jabuti, Fabiana Bezerra, solicitou ao deputado auxílio para a infraestrutura do Local e para a qualificação profissional na área do turismo.

Conforme explicou Fabiana, a caverna – tombada como Patrimônio Histórico e Artístico do Estado — não está aberta ao público por falta de um poço artesiano e iluminação “A Jabuti é o chamariz da nossa cidade. É uma caverna gigantesca e linda. Contudo, não está aberta ao público por falta de investimentos”.

A Jabuti fica localizada em Curvelândia e é o primeiro Monumento Natural de Mato Grosso, com 4 km quadrados de extensão. A caverna tem formações como flores aragonita, diversidade de espeleotemas e estalactites, cristais e tetos coloridos.

Montreal