Ex-prefeito de Rondonópolis pode ser preso nos próximos dias
Fullbanner1



Ex-prefeito de Rondonópolis pode ser preso nos próximos dias

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - Reprodução PF

A Polícia Federal – PF já teria em mãos um mandado judicial requisitando a prisão imediata de um ex-prefeito de Rondonópolis, citado em delações recentes como participante de esquemas criminosos e de ter se beneficiado de propina. A fonte ouvida pela reportagem do NMT não especificou se o político em questão está ou não com mandato eletivo atualmente, o que faria com que a filtragem entre todos os nomes possíveis fosse mais facilitada.
No primeiro semestre de 2017, o depoimento feito pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, José Riva, à juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal, já iniciou o processo de enlameamento de boa parte da alta cúpula da política mato-grossense e naturalmente rondonopolitana, mas a delação recente do ex-governador corrupto do PMDB, Silval Barbosa, homologada no Supremo Tribunal Federal – STF, tratou de sacudir, como nunca havia sido visto, o cenário estadual quanto trouxe vídeos de ex-deputados estaduais, alguns em cargos ainda mais altos, hoje em dia, enchendo paletós, bolsas, caixas e alguns querendo até por dinheiro sujo em meias.

Especificamente sobre o ex-prefeito de Rondonópolis, sua casa também já teria sido alvo de uma busca e apreensão realizada nas últimas semanas, ação esta executada pela própria PF. Muito relevante do ponto de vista de representatividade no estado, pelos vários representantes no parlamento estadual, federal e pessoas influentes tanto no Executivo Estadual como no próprio Governo Federal, a cidade mais importante do interior assistiu recentemente homens da Polícia Federal “visitarem” a residência, na verdade, de diversas personalidades e um político com reduto eleitoral no Município, o deputado estadual, Gilmar Fabris (PSD), acabou sendo detido após indícios terem sido encontrados de ações de sua parte tentando obstruir a Justiça. O ex-gestor da cidade em questão, que pode ser o próximo a ser recluso, já estaria, inclusive, buscando orientação de seus advogados quanto a possibilidade de “entregar” mais gente, como forma de amenizar a pena contra si, que já bate a porta. A fonte ouvida pela reportagem, porém, não quis especificar se o político foi mais atingido nas acusações de Riva ou nas de Silval, mas provavelmente teria sido alvo nas duas pelo que indicou.

A expectativa é que se esse próximo alvo da Justiça e da PF “abrir a boca” e apresentar provas que contribuam para o aprofundamento das investigações, o caldo deve engrossar para alguns representantes rondonopolitanos. A semana promete…

Montreal